USADA nega rumores de receber ganhos financeiros por liberação de Jon Jones

Diego Ribas

O campeão interino do UFC Colby Covington acusou, no último mês de julho, a USADA (agência antidoping americana) de articular com os empresários de Jon Jones uma possível liberação do atleta. De acordo com ‘Chaos’, o negócio seria em troca de favorecimento financeiro. No entanto, após longo silêncio, a empresa reguladora resolveu se manifestar nessa quarta-feira (12) e descartou qualquer hipótese de isso ter acontecido, fosse em relação a esse caso ou a qualquer outro.

Por meio de nota emitida pela sua porta-voz, a agência reguladora antidoping esclareceu os rumores levantados por Covington a respeito do caso de Jon Jones. O ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) está suspenso há mais de um ano, após ter falhado pela terceira vez no exame antidoping. Ainda no aguardo da USADA definir o seu futuro, ‘Bones’ tem aparecido pouco na mídia e se manifestado apenas através de redes sociais.

“Em relação a alguns comentários na imprensa e nas mídias sociais, a USADA deseja esclarecer que sob nenhuma circunstância recebemos pagamentos como parte da resolução de casos”, esclareceu a porta-voz da USADA, Danielle Eurich, em declaração por escrito ao site ‘MMAjunkie’.

O rumor começou quando Covington, que é um antigo desafeto de Jones, especulou que a USADA facilitaria a absolvição de Jones pelo retorno financeiro que ele daria ao UFC. Em declaração ao podcast ‘You Are Welcome’, em julho último, o meio-médio (77 kg) apontou que os responsáveis pelo Ultimate ainda possuem uma grande dívida a pagar e, por isso, estariam interessados em lucrar o quanto antes com o retorno de ‘Bones’.

“Aquela equipe desprezível de empresários dele [Jon Jones], Malki Kawa e aqueles caras, está provavelmente tentando pagar ao UFC ou à USADA de alguma forma para fazê-lo voltar mais cedo. E você nunca sabe o lado do UFC, eles querem fazer negócios e ganhar dinheiro, então se ele estiver disponível e a USADA o limpar, então eles vão querer fazer negócios e colocá-lo de volta para lutar e fazer dinheiro para a empresa. Eles têm uma parcela de quatro bilhões de dólares para pagar, então farão o que for preciso para ganhar dinheiro e pagar o empréstimo”, acusou Covington ao podcast ‘Você é bem-vindo’, em julho último.

Jon Jones está afastado do octógono desde julho de 2017, quando enfrentou Daniel Cormier em duelo que acabou sem resultado oficial após o resultado de seus exames antidoping garantirem a suspensão provisória do atleta. Em recente declaração, um de seus empresários elogiou a USADA e disse que o caso do seu atleta seria resolvido em breve. Aos 31 anos, ‘Bones’ possui um cartel profissional de 22 vitórias, uma derrota e uma luta sem resultado.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.