UFC oficializa retirada de cinturão de Nicco Montaño

Nicco foi a primeira campeã peso-mosca (57 kg) do Ultimate, mas perdeu a cinta – Diego Ribas

A categoria peso-mosca (57 kg) feminina do UFC oficialmente não tem mais uma campeã. Na edição desta semana dos rankings de cada divisão, o Ultimate retirou o status de detentora de cinturão de Nicco Montaño e a relegou à segunda posição entre as desafiantes. Em sua frente, está Valentina Shevchenko, contra quem a americana lutaria no UFC 228, realizado no último sábado (8).

Montaño saiu do card após ser hospitalizada durante o corte de peso. Ainda antes do show, o presidente do UFC, Dana White, afirmou que ela seria punida com a perda do cinturão. Em comunicado publicado após o evento, Nicco afirmou que a desidratação lhe causou problemas renais sérios, o que a impediu de lutar. A queda da ex-campeã no ranking causou uma espécie de efeito cascata na listagem, com nove atletas perdendo posições.

O UFC 228 também causou uma pequena revolução na categoria peso-palha (52 kg) feminina. Tatiana Suarez, que era a nona colocada na divisão, subiu para o quarto posto, atrás apenas de Cláudia Gadelha, Jéssica ‘Bate-Estaca’ Andrade e Joanna Jedrzejczyk no rol de desafiantes da campeã Rose Namajunas.

Após manter seu cinturão meio-médio (77 kg), Tyron woodley ganhou uma posição no ranking peso-por-peso, ultrapassando o ex-campeão peso-mosca (57 kg) Demetrious Johnson. Sem um motivo aparente, o campeão dos pesos-médios (84 kg) Robert Whittaker caiu dois postos, sendo ultrapassado por Cris ‘Cyborg’ e Henry Cejudo, detentores dos cinturões peso-pena (66 kg) feminino e mosca, respectivamente.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.