Tyson Fury quebra protocolo e canta clássico americano em coletiva; veja

Fury lutou bem, resistiu a dois knockdowns, mas saiu com o empate – Dan Wainer/Ag Fight

É verdade que Deontay Wilder continuou com o título do Conselho Mundial de Boxe (WBC) ao empatar com Tyson Fury no último sábado (1º), em Los Angeles (EUA). Mas é inegável que, por todo o contexto que envolveu a luta, o britânico saiu muito maior do confronto. Além de ter protagonizado uma redenção inacreditável no último round, ‘Gypsy King’ roubou a cena também na entrevista coletiva de imprensa após o combate.

Fury estava eufórico desde o fim da luta — cujo empate majoritário como decisão oficial foi questionado por especialistas —, tendo, inclusive, saudado o público esfuziantemente nos córneres, enquanto Wilder apenas cumprimentava sua equipe. E esta alegria continuou no primeiro encontro com os representantes da mídia. Entre uma pergunta e outra da coletiva, Tyson irrompeu o cronograma e cantou um clássico da música americana: ‘American Pie’, canção gravada por Don McLean em 1971 e conhecida dos mais jovens pela versão de Madonna, do ano 2000.

O empate contra Wilder selou um ciclo novo na carreira de Fury, que, depois de ter conquistado o mundo ao acabar com o reinado de Wladimir Klitschko nos pesos-pesados, em 2015, afastou-se do esporte para se tratar de depressão e do vício em cocaína. Tyson retornou ao boxe este ano, derrotando Sefer Seferi, em junho, e Francesco Pianeta, em agosto, antes de encarar Deontay pelo cinturão.

“Fiz três lutas em cinco anos. Mas, como eu disse, todo mundo falou que eu não lutei contra ninguém e que Wilder me nocautearia em um round. Mas com quem eu lutei para me preparar para Klitschko? Eu sempre cresço no momento certo. Não estou feliz com o empate, mas sou realista. Não vou chorar o leite derramado. Os dois saíram do ringue saudáveis e vão voltar às suas famílias. Somos dois gigantes, tudo pode acontecer ali dentro. Eu deveria ter vencido, mas não vou me queixar”, falou, durante a entrevista.

O momento musical e de descontração repercutiu bastante na internet, mesmo entre atletas de outros esportes. Foi o caso do também inglês Darren Till, que postou a cantoria de Fury em seu Instagram (veja abaixo ou clique aqui).

Confira o vídeo:

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.