Thompson minimiza desafio de Vicente Luque e mira combate contra Rafael Dos Anjos

Thompson foi nocauteado pela primeira vez no MMA em seu último duelo – Diego Ribas

Em março deste ano, Stephen Thompson foi vítima de um dos nocautes mais devastadores da temporada do Ultimate. No entanto, após ficar quase um semestre afastado para se recuperar do revés sofrido para Anthony Pettis, o meio-médio (77 kg) americano está de volta e disposto a voltar ao topo. E para isso, ‘Wonderboy’, como é conhecido, já tem o rival ideal em sua mente: Rafael Dos Anjos.

Durante entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Sthephen – que vem de duas derrotas na liga – revelou que seu objetivo no momento é retornar ao top 5 da categoria até 77 kg, justamente a posição que seu possível rival brasileiro ocupa no momento. Portanto, um duelo contra ‘RDA’ seria ideal na visão do americano, que inclusive já também escolheu quando pretende encarar o ex-campeão dos pesos-leves (70 kg) do Ultimate: dia 2 de novembro, no UFC 244, em Nova York (EUA).

A declaração de Thompson joga um balde de água fria em Vicente Luque. Em ascensão nos meio-médios – já são seis vitórias seguidas -, o brasileiro elegeu Wonderboy como o oponente ideal para se firmar de vez no pelotão de elite da categoria. O americano, por sua vez, apesar de não descartar o confronto, afastou a possibilidade da luta sair do papel por motivos de ranqueamento.

“Sei que eu e ‘RDA’ estamos vindo de derrota. Isso pode pesar a favor, esperançosamente funcione. Está meio que no ar, mas eu amaria que essa luta acontecesse no Madison Square Garden. Quero voltar ao top 5 novamente, é por isso que a luta contra o RDA tem tanto apelo para mim. Não sei se o Vicente Luque já é ranqueado ou não. Acho que ele está no top 14 ou 15, algo assim. Então não é tão chamativo para mim. Mas se as coisas com o RDA não rolarem, essa é com certeza uma possibilidade. Ele (Luque) é um ótimo lutador”, analisou Stephen, antes de garantir que está apto para retornar aos octógonos.

“Quis tirar o verão de folga depois da minha última luta com o Anthony Pettis. Tomar um soco daquele me fez ficar tipo: ‘Cara, quero me assegurar que estou totalmente curado antes de pisar lá novamente’. Principalmente mentalmente, meu cérebro, ter certeza que está tudo ok antes de eu voltar. Sendo sincero, estou 100%. Estou pronto para ir lá e competir de novo, a essa altura estou apenas procurando um oponente”, completou o carateca americano.