Teve golpe baixo! Covington e Bisping discutem ao vivo na TV; veja

Bisping não luta mais, mas usou as palavras para bater em Colby, que revidou – Diego Ribas

Nem bem curtiu o título interino dos meio-médios (77 kg), que conquistou diante de Rafael dos Anjos, Colby Covington se envolveu em mais uma discussão repleta de agressões verbais. Durante o programa pós-show do UFC 225, na emissora americana Fox Sports 1, ‘Caos’ trocou farpas com o recém-aposentado Michael Bisping, comentarista do canal.

Logo que foi chamado à transmissão pela apresentadora Karyn Bryant, Colby não perdeu a oportunidade de alfinetar os analistas do programa. Além disso, apontou a mira das críticas para Bisping, cujo treinador de boxe, Jason Parillo, é o mesmo de Dos Anjos.

“Todos os meus ‘haters’ no estúdio. Que tipo de desculpas vocês vão dar para Rafael dos Anjos? O que vocês vão dizer? ‘Ele é um peso-leve, ele está acima do peso, isso, aquilo. Sabemos que vocês vão dar desculpas. Ninguém nunca vai me legitimar. E, Michael Bisping, eu pensei que você tinha dito que seu técnico Jason Parillo era bom”, falou.

Bisping, então, rebateu, elevando o tom. O inglês disse que os comentaristas estavam exaltando a atuação de Covington no octógono, mas que o recém-coroado campeão estava mais preocupado em ofendê-los.

“Não estamos dando desculpas, Colby. Você fez uma boa luta. Por que você está tão defensivo? Por que você é idiota? Acabamos de dizer, não sei se você ouviu… Eu sei que você acabou de lutar e que tomou muitos golpes na cabeça, mas obviamente você não está pensando direito. Acabamos de dizer que você fez uma luta muito, muito boa. Se você se preocupasse em ouvir, abrisse seus ouvidos e parasse de falar tanta m**** por um minuto, você poderia ouvir que, na verdade, estamos te elogiando”, respondeu.

A discussão esquentou ainda mais a partir daí. Colby desafiou Michael a retornar aos cages para enfrentá-lo. Não custa lembrar que Bisping, antes de se aposentar, cogitava fazer sua última luta como meio-pesado (93 kg), categoria 16 kg acima dos meio-médios.

“Parar de falar m****? Não é essa a sua mania? Isso é o que você faz de melhor. Tudo o que você faz é falar. Michael Bisping, por que você não volta, cara? Saia da aposentadoria, eu aposento você de vez”, atacou o americano.

Após uma breve interrupção, Bisping questionou Colby novamente. “Você realmente se considera o campeão dos meio-médios? Porque eu tenho certeza de que Tyron Woodley reclama isso também”, afirmou. Covington, então, finalmente mudou o foco das críticas.

“Ele não reivindica nada, cara. Esse é o meu cinturão. Eu sou o campeão indiscutível. Tyron Woodley está se escondendo. Nós iríamos lutar, Bisping. Veja os fatos: o UFC ofereceu a luta para ele em dezembro. Ele está se escondendo. Está se esquivando de todos na divisão. Ele não quer lutar. Estou aqui para fazer a categoria grande de novo. E sabe como vou fazer isso? Vou à Casa Branca e vou colocar o cinturão na mesa de Donald Trump”, respondeu.

A discussão chegou ao ápice com uma dupla ofensa. De um lado, Bisping desconfiou da veracidade da informação de que Covington — notório apoiador de Trump — levaria o cinturão ao presidente dos Estados Unidos. “Você foi convidado a ir à Casa Branca, ou isso é outra invenção da sua imaginação, como o fato de que é o campeão?”, questionou.

A resposta do americano foi dura. “Ah, a única invenção da minha imaginação é que você não deve estar enxergando direito daquele olho”, disse.

Bisping sofreu um descolamento de retina no nocaute sofrido para Vitor Belfort, em 2013. Depois da luta contra Kelvin Gastelum – na qual também foi nocauteado —, em 2017, o britânico descobriu um descolamento do vítreo do outro olho. Os problemas de visão foram um dos motivos que fizeram o ‘Conde’ se aposentar.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.