Sem superluta com Khabib, Georges St-Pierre anuncia aposentadoria do MMA

Georges St-Pierre foi um dos maiores lutadores de MMA de todos os tempos – Diego Ribas

Ex-campeão dos pesos-médios (84 kg) e dos meio-médios (77 kg) do UFC, o canadense Georges St-Pierre decretou o final de sua carreira no MMA pela segunda vez. Nesta quinta-feira (21), GSP afirmou que irá pendurar as luvas oficialmente e não mais procurará por superlutas — como a que chegou a ser especulada contra Khabib Nurmagomedov, atual detentor do cinturão dos pesos-leves (70 kg).

O anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa realizada na cidade de Montreal, no Canadá. Diante dos diversos jornalistas presentes, o veterano de 37 anos afirmou que o principal motivo para tomar a decisão foi o fato de ainda estar no topo, o que é raro entre aqueles que decidem deixar o esporte de alto nível.

“Hoje, todos sabem, não é uma surpresa, eu anuncio minha aposentadoria. Não há lágrimas, estou feliz”, declarou, em meio a dois cinturões do Ultimate. O primeiro, dos meio-médios, ele conquistou em 2006, perdeu em 2007 e assegurou novamente em 2008, na revanche contra Serra, depois de já ter obtido o título interino. O canadense defendeu o cinturão com sucesso por mais cinco anos, até parar de lutar pela primeira vez. Em 2017, GSP derrotou o então campeão dos médios Michael Bisping e alcançou um novo feito em sua já vitoriosa carreira.

Na última quarta, Khabib pediu publicamente que o canadense esperasse por ele para que, juntos, pudessem fazer o main event do UFC Nova York, previsto para novembro. Como se viu, entretanto, a solicitação do russo não demoveu St-Pierre de sua ideia.

Vale lembrar que, em 2013, no auge de sua carreira, GSP abandonou o cinturão dos meio-médios aós vencer Johny Hendricks por pontos. Na ocasião, a postura intempestiva do atleta de deixar a categoria sem um campeão sem aviso prévio foi vista com maus olhos pelos promotores do evento. Logo que Georges fez seu anúncio desta quinta, o perfil do Ultimate no Canadá postou uma homenagem ao ex-campeão (veja abaixo ou clique aqui)

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *