Rixa pessoal! Kamaru Usman acusa Covington de fugir de combate: “Está com medo”

Kamaru Usman é o atual número dois do ranking os meio-médios do UFC

Tyron Woodley é um dos campeões do UFC mais dominantes atualmente, com um reinado que já dura mais de dois anos. No entanto, a categoria dos meio-médios (77 kg) revelou recentemente grandes atletas com potencial de desafiar ‘The Chosen One’, e parece que a vontade do Ultimate é escalar os principais possíveis desafiantes para lutarem entre si. Isso porque Kamaru Usman, atual número 2 do ranking, revelou nessa quarta-feira (5) que lhe foi oferecida uma luta contra Colby Covington, que ocupa a 1ª posição da divisão.

Em entrevista ao site ‘TMZ Sports’, o nigeriano, que recentemente bateu Rafael Dos Anjos no TUF Finale 28, afirmou que o Ultimate ofereceu contrato para enfrentar Colby em janeiro. Mas na opinião de Usman, dificilmente o combate sairá do papel, uma vez que, de acordo com ele, Covington está com medo de encará-lo dentro dos octógonos.

“Eu vou nocautear Colby Covington, essa é a luta. O UFC acabou de ligar e eles nos ofereceram a luta. Eles disseram: Colby Covington em janeiro e você sabe o que vou fazer. Claro que aceitei. Pela quinta vez, aceitei a luta. Agora estamos apenas esperando por ele”, revelou Usman, antes de provocar o rival americano.

“Ele está em casa, roendo as unhas. 150% de certeza que ele está com medo [de me enfrentar], com muito medo. Colby Covington não disse meu nome nos últimos dois anos, nem disse meu nome, ele nem consegue dizer meu nome. Porque eu sou a m*** do bicho papão, e se ele disser meu nome, tem medo de que eu possa aparecer. Não tenha medo parceiro, vamos fazer isso”, completou.

Kamaru é o maior atleta em ascensão na divisão até 77 kg, posto que o aproximou cada vez mais da disputa do título. Mas embora se tornar campeão possa parecer prioridade para todo lutador, ‘The Nigerian Nightmare’ afirma que se ele conquistar o cinturão sem enfrentar Covington, não terá um gosto tão especial – o que demonstra a rivalidade envolvida entre os dois.

“Chega um momento em nossas carreiras, que conhecemos aquele rival, aquele cara que faz seu sangue ferver, realmente tira o verdadeiro instinto selvagem de você. Eu tenho que tocá-lo. Tenho que abençoar esse cara com minhas mãos. Será um gosto amargo na minha boca se eu ganhar o cinturão, defender várias vezes e depois me aposentar, sabendo que eu não coloquei minhas mãos nesse cara [Colby Covington]”, opinou o atleta.

Ao longo de sua carreira como profissional, Usman soma 14 vitórias e apenas uma derrota. O nigeriano está invicto em sua passagem pelo Ultimate, e os triunfos dominantes em cima de nomes como Demian Maia e Rafael Dos Anjos o alçaram a um novo patamar na categoria dos meio-médios.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.