Raquel Pennington sai em defesa de treinador que não a deixou desistir no UFC Rio

Raquel Pennington foi nocauteada na luta principal do UFC 224 – Leandro Bernardes/ Ag Fight

Na luta principal do UFC 224 – evento realizado nesse sábado (12), no Rio de Janeiro –, Raquel Pennington foi nocauteada por Amanda Nunes e perdeu a oportunidade de conquistar o cinturão dos galos (61 kg). Apesar da grande atuação da ‘Leoa’, o que chamou a atenção foi a postura dos treinadores da americana, que não a deixaram sair do confronto, mesmo depois de a lutadora pedir para desistir. Em meio a diversas críticas, ‘Rocky’ saiu em defesa de sua equipe e garantiu que não queria abrir mão do duelo.

Em entrevista ao programa ‘MMA Hour’, a atleta assegurou que apenas os envolvidos na situação têm como saber o que aconteceu naquele momento. A americana explicou que sentiu uma lesão na perna logo no início do combate, com os chutes aplicados pela adversária, e achava que não conseguia lidar com a dor – porque estava com medo de pisar e Nunes poderia se aproveitar da situação. Apesar de dizer “já deu” no intervalo do quarto para o quinto round, Pennington garantiu que concorda com a decisão dos seus treinadores.

“Concordei com a decisão da minha equipe assim que a luta terminou. Concordei com eles naquele momento. Poderia ter desistido da luta, poderia sentar e bater. Mas escolhi não fazer isso. Não queria desistir. Desistir não é uma opção. Se eu desistisse, estaria desistindo de mim mesma. E é nessa hora que um treinador entra em ação e leva o seu atleta ao limite. Ficaria brava comigo mesma. Estou feliz que os meus treinadores não me deixaram desistir”, prometeu a americana.

“Meus treinadores investiram emocionalmente em mim e não está sendo fácil para eles. Conversamos depois e ele disse: ‘Você sabe que eu tenho o melhor dos interesses com você, amo você como minha filha e nunca te colocaria em uma situação ruim’. E eu que tive que consolá-lo, porque ele estava devastado. Disse para ele: ‘Você me motivou como atleta, não me deixou desistir. Estou muito orgulhosa de você’. Eles estão tentando manter as cabeças levantadas. Eles são ótimos treinadores e os amo”, concluiu.

A declaração vai de encontro ao posicionamento de Amanda, que, após a luta entre as duas, saiu em defesa da amiga e criticou a postura do treinador. A atual campeã dos galos garantiu que, como atleta, Rocky deveria se cercar de uma equipe confiável. Apesar da situação controversa nesse confronto, Pennington recebeu da Comissão Atlética Brasileira de MMA o gancho médico de 60 dias e também precisará ser avaliada por um cirurgião.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.