Prestes a renegociar contrato, Marlon Moraes planeja disputar cinturão do UFC até julho

Marlon Moraes finalizou Raphael Assunção em seu último duelo – Leandro Bernardes/Ag Fight

Marlon Moraes conquistou, no dia 2 de fevereiro, a vitória mais importante de sua carreira, que deve lhe render uma chance pelo cinturão do Ultimate. Ao bater Raphael Assunção, seu único algoz na companhia, na luta principal do UFC Fortaleza, o brasileiro definitivamente subiu de patamar na organização. E agora, ‘Magic’, como é conhecido, garantiu, em entrevista exclusiva à equipe de reportagem da Ag Fight, que seu próximo combate será pelo posto de campeão dos pesos-galos (61 kg), contra o atual dono do título, TJ Dillashaw.

Prestes a renegociar seu contrato com o Ultimate, Marlon pretende tirar algumas semanas de folga para comemorar o atual momento de sua carreira. E, até por conta disso, o brasileiro projeta sua próxima aparição nos octógonos para o fim do primeiro semestre ou, no mais tardar, início do segundo. Todos esses detalhes serão discutidos, de acordo com o peso-galo, em Las Vegas (EUA), onde será sediado o card de número 235 da empresa, em 2 de março – o qual Moraes pretende assistir da arena.

“Eu vou a Las Vegas, a gente vai sentar e conversar e vamos ver o que vai acontecer. Eu não vou fazer nenhuma luta que não seja pelo cinturão, eles sabem disso, e acho que eles mesmos concordam. Sabem que eu conquistei essa chance, e agora é descansar, cuidar da minha família, aproveitar minha vitória e comemorar também um pouco. Foi muito difícil chegar até aqui, e a gente nem comemora. Trabalha, trabalha, trabalha, com foco na luta e essas semanas agora estou tentando estar perto da minha família, porque foram eles que me fizeram chegar até aqui. Já, já, a gente volta com tudo, com uma data, e o planejamento do que a gente vai fazer, de quando será essa disputa do cinturão”, garantiu Marlon, antes de projetar uma data para disputar o título.

“Quero assistir o UFC do Jon Jones, então, provavelmente daqui a duas semanas estarei em Las Vegas para conversar. Espero ir até lá e voltar para casa de contrato novo e com uma projeção de quando vai ser essa luta pelo cinturão. No mundo ideal, para mim, seria em junho, julho…, Mas a gente nunca sabe, muita coisa pode acontecer. Vamos ver como é que fica, o que eles irão fazer com o (campeão dos moscas, Henry) Cejudo, com a categoria dos moscas, mas eles sabem que estou pronto para lutar pelo cinturão. E, a hora que for, estarei lá”, completou o atleta de Nova Friburgo, em conversa com a Ag Fight.

Marlon vive sem sombra de dúvidas seu melhor momento na carreira, perceptível não somente em suas performances, mas também no seu retrospecto recente. Nas últimas 18 lutas disputadas pelo brasileiro, Moraes só foi superado em uma – por decisão dividida, justamente no primeiro confronto contra o compatriota Raphael Assunção, em julho de 2017. Agora vingado, Moraes está pronto para uma nova fase.