Dana White tentou de todas as formas retomar as atividades do UFC – Diego Ribas

Apesar de todos os esforços e reviravoltas ao longo do tempo, parece que finalmente o UFC 249, inicialmente previsto para o dia 18 de abril, será adiado em razão da pandemia do novo coronavírus. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (9), pelo presidente do Ultimate, Dana White, em entrevista à ESPN norte-americana. Todos os eventos da principal organização de MMA do planeta foram adiados indefinidamente

Dana White vinha mantendo a ideia de dar continuidade aos eventos programados pelo Ultimate, e na mesma entrevista confirmou os rumores de que o Tachi Palace Casino Resort, próximo a Fresno, na Califórnia, seria o local escolhido para receber as lutas do UFC 249 e dos shows programados para os próximos dois meses. O local trata-se de uma reserva indígena e, por isso, possui leis diferentes que permitiriam a realizações de eventos esportivos. O dirigente fez questão de agradecer aos responsáveis pelo local e prometeu levar um grande show para o cassino assim que a normalidade voltar.

“Hoje nós recebemos uma ligação do mais alto cargo que se pode ter da Disney e também da ESPN. Uma coisa que digo desde que começamos a nossa parceira com a ESPN é que eles têm sido incríveis. Eles pediram para que eu desistisse e não faça esse evento no sábado (18)”, afirmou o mandatário do maior torneio de MMA do mundo.

Abatido por ter seus planos frustrados, Dana ainda revelou que não existe uma previsão para a retomada das atividades do UFC. Apesar disso, o dirigente tratou de passar tranquilidade aos atletas afetados pelo cancelamento, ao indicar que uma recompensa financeira por seus esforços seria oferecida.

As lutas sofriam com a rejeição de boa parte dos políticos locais, incluindo a senadora Dianna Feinstein, que manifestou publicamente a sua contrariedade e pediu para que o Ultimate reconsiderasse a realização do evento. O main event do UFC 249 seria entre Tony Ferguson e Justin Geathje.