Por “velhice saudável”, Johnny Walker não descarta a WWE e sonha com carreira de ator

Johnny Walker vive grande fase na carreira e está invicto no UFC – Diego Ribas

Com atrativos financeiros, além do menor desgaste físico que oferece, a WWE – principal liga de telecatch dos Estados Unidos, tem sido uma nova casa para diversos atletas do UFC. Brock Lesnar, Ronda Rousey e, recentemente, Cain Velásquez fizeram esse caminho quando deixaram o Ultimate. No que depender de Johnny Walker, ele também pode seguir seus ex-companheiros de organização no futuro.

Em conversa exclusiva com a reportagem da Ag.Fight durante o media day do UFC Nova York, o brasileiro de 27 anos deixou aberta essa possibilidade de migrar de franquia, mas somente quando estiver perto de se aposentar. Segundo ele, as consequências de uma carreira no MMA atrapalharem sua vida após encerrar a carreira no esporte o motiva a mudar de esporte. Além disso, o peso-meio-pesado (93 kg) não descartou também uma carreira como ator.

“(Lutar no WWE) Pode ser uma das coisas do meu futuro que eu possa fazer . Não quero lutar por muito tempo. Quero fazer o que tenho que fazer enquanto tiver energia, gás, eu sou novo ainda. Mas depois que ficar velho eu quero ser ator, ir para Hollywood, quero fazer coisas diferentes. Quero ter uma velhice saudável. (…) Estou esperando o contrato (da WWE) chegar. Dinheiro pra caramba vai dar minha aposentadoria (risos)”, disse.

Nos primórdios do MMA, quando ainda era chamado de Vale-Tudo, muitos atletas sofreram com lesões que estão levando para o resto da vida, principalmente por falta de regras mais firmes. Apesar da mudança que ocorreu na modalidade nos últimos anos, com limitações de alguns golpes e luvas mais seguras, Walker sabe que é preciso se cuidar para não correr riscos.

“Você vê que eu me machuquei na comemoração, né?! Para ver como o esporte é tão violento e pode te machucar. Procuro sempre me alimentar bem, treinar com todos os equipamentos seguros e isso que é o futuro. Imagina você faz uma fama, dinheiro e não tem uma velhice saudável? Nada disso vai valer a pena”, completou.

Neste sábado (2), Johnny Walker enfrenta Corey Anderson, pelo UFC Nova York. O brasileiro, que compete no Ultimate desde novembro de 2018, acumula três vitórias seguidas, sendo todas por nocaute no primeiro round. Na última vez que lutou, nocauteou Misha Cirkunov, em março deste ano.