PFL anuncia GP feminino dos leves com brasileira e ex-campeã olímpica

Kayla Harrison é a grande estrela do GP dos leves da organização – Ryan Loco/PFL

O PFL deu mais um passo rumo ao objetivo de incomodar o UFC: anunciou, na última sexta-feira (8), a realização de um GP da categoria feminina dos leves (70 kg). A organização tem a principal estrela da categoria na atualidade, a bicampeã olímpica de judô Kayla Harrison, e revelou quem serão as concorrentes da medalhista nos Jogos de Londres-2012 e Rio-2016.

Ao menos no papel, a principal adversária de Harrison é Sarah Kaufman. A veterana, que já passou pelo Strikeforce e pelo UFC, tendo conquistado inclusive o título peso-galo (61 kg) da extinta organização, foi campeã também do Invicta no ano passado.

Além de Kayla e Sarah, estão no mata-mata do PFL algumas especialistas na luta em pé, caso da canadense Bobbi-Jo Dalziel, da neozelandesa Genah Fabian e da russa Svetlana Khautova. A brasileira Larissa Pacheco, que teve uma passagem ruim pelo UFC, é a representante nacional no torneio. As outras anunciadas foram Roberta Samad e Morgan Freir.

Assim como faz desde o ano passado com suas categorias masculinas, o PFL premiará a campeã do torneio peso-leve feminino com 1 milhão de dólares – o equivalente a R$ 3,87 milhões. Em 2018, dois brasileiros se tornaram milionários: o peso-leve Natan Schulte e o pesado Philipe Lins.