Alistair Overeem voltou a mirar o cinturão do UFC – Rigel Salazar

Em dezembro de 2019, Alistair Overeem foi nocauteado por Jairzinho Rozenstruik faltando cinco segundos para o fim do combate. Após cinco meses, parece que o holandês ainda não digeriu esse revés e destacou que sonha com uma nova oportunidade de encarar o oponente do Surinâme.

Em entrevista ao ‘Sirius XM’s Fight Nation’, o peso-pesado, que recentemente nocauteou Walt Harris, no último dia 16, recordou seu último resultado negativo e admitiu que tem o desejo de se vingar desse revés. A motivação de Overeem deve-se as provocações de Jairzinho.

“Eu realmente pensei que ganhei aquela luta. E então você tem Rozenstruik falando sobre isso. Ele me nocauteou, ele me nocauteou. Esse cara teve sorte e eu adoraria voltar a lutar com ele porque (se) eu lutar contra ele novamente, eu vou acabar com ele, 100%.”, antes de criticar a atitude do árbitro do confronto, que o interrompeu após um soco potente de Jairzinho que levou o holandês ao chão.

Na minha opinião, foi uma parada incorreta, o árbitro nunca deveria ter entrado e quando ele entrou, restava zero segundo. Na verdade, eu pensei que era o fim da luta, porque me lembro do clique, que durou uns dez segundos e depois fui derrubado, quando levantei, tinha acabado.

No MMA profissional desde 1999, Alistair Overeem soma 46 vitórias, 18 derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado), além de ter conquistado os cinturões da categoria peso-pesado no Dream e no Strikeforce. O holandês também se destacou no kickboxing, onde venceu o Grand Prix do K-1, em 2010.