Na contramão do MMA, Khabib Nurmagomedov afasta briga por superlutas no UFC

Khabib Nurmegomedov garante foco na divisão dos pesos-leves do UFC – Diego Ribas

Prestes a colocar seu cinturão do peso-leve (70 kg) em disputa pela segunda vez, Khabib Nurmagomedov parece não se interessar por superlutas ou mudanças de divisão. Em uma teleconferência com a imprensa pré-UFC 242, o campeão explicou que o fato de se manter invicto e dominante em sua categoria faria mais por sua carreira do que confrontos e títulos em outros pesos.

Nurmagomedov encara Dustin Poirier, detentor do cinturão interino dos leves, para unificar seu título no próximo sábado (7), pelo UFC 242. E, se depender do lutador, ele continuará atuando pela mesma categoria no futuro. De acordo com o site ‘MMA Junkie’, ao ser questionado na teleconferência sobre seu legado, ‘The Eagle’ afirmou que se manter soberano no peso-leve é o foco para a construção de seu legado e que as superlutas não fazem parte de seu plano.

“Eu não acho que te ajuda (mudar de categoria de peso). Só uma coisa te ajuda. Você tem que vencer os desafiantes. Acho que vencer oponentes duros e continuar invicto vai me ajudar a melhorar meu legado. Se você perde algumas vezes e vence um título, segundo título, (depois) você perde de novo, aí você ganha um terceiro título. Isso não te faz grande. Em minha opinião, quando você está invicto há um longo tempo e nunca perde, é isso que é a coisa real”, enfatizou Khabib antes de reafirmar seu compromisso em continuar na mesma categoria.

“Meu foco é a divisão dos leves. Eu sou um peso-leve real e minhas lutas vão acontecer nessa categoria. Eu não quero mudar de peso. Quero focar apenas na minha divisão”, concluiu o campeão, indo na contramão da atual tendência do esporte. Afinal, recentemente, Conor McGregor, Henry Cejudo, Daniel Cormier e Amanda Nunes conquistaram títulos simultâneos em diferentes categorias de peso no UFC, enquanto Ryan Bader e Patrício ‘Pitbull’ fizeram o mesmo no Bellator.

Khabib Nurmagomedov está afastado do Ultimate desde outubro do ano passado, quando finalizou Conor McGregor, pelo UFC 229. Após o confronto, o russo foi o responsável por iniciar uma briga generalizada, dentro e fora do octógono, contra o irlandês e sua equipe. Pelo incidente, ‘The Eagle’ foi suspenso por nove meses pela Comissão Atlética de Nevada.