Matt Hughes nega agressão: “Estão tentando se livrar de mim”

Acusado de agredir a esposa e ameaçar seu irmão gêmeo, Matt Hughes, ex-campeão do UFC, tornou-se assunto nas páginas policiais nos últimos dias. Até que o caso seja investigado e uma conclusão seja decretada, o veterano do octógono não pode chegar a uma distância menor do que 150 metros das supostas vítimas, o que parece ter incomodado o atleta.

Com um dano cerebral permanente desde que seu carro colidiu com um trem, em junho de 2017, Hughes sofre com limitações físicas que, de acordo com seu mais recente relato (veja abaixo ou clique aqui), fazem com que se sinta um fardo para a família. O desabafo do membro do Hall da Fama do UFC foi feito por meio de suas contas em redes sociais.

“Desde o meu acidente de trem, em junho de 2017, minha vida vem mudando bastante. Alguns dias têm sido um verdadeiro inferno. (…) Eu não sou a mesma pessoa desde o acidente, mas todo dia eu tento ser normal conforme uma pessoa com dano cerebral pode ser”, afirmou, antes de “perdoar” a quem o teria feito mal.

“Infelizmente, meu casamento não estava perfeito fazia muito tempo antes do acidente. Mas NUNCA, NUNCA e NUNCA teria eu agredido fisicamente esses que eu mais quero bem. Não guardo mágoas daqueles que estão tentando me machucar e me pintar para ser um monstro através dessas falsas acusações. Entendo que eles estão apenas fazendo o que precisam para me tirar de suas vidas para sempre”, lamentou em carta compartilhada e curtida por seus fãs.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *