Masvidal nocauteia Darren Till e cala torcida inglesa no UFC Londres

Darren Till foi surpreendido no segundo assalto da luta principal do UFC Londres – Scott Garfitt

Ícone esportivo de Londres, o ginásio O2 Arena recebeu neste sábado (16) uma nova edição do UFC e, com a casa cheia, viu a plateia vibrar com a presença do ídolo local Darren Till, que entrou no recinto ao som de ‘Sweet Caroline’, clássico do final dos anos 60. No entanto, todo o apoio se transformou em tristeza ao final da luta principal.

Apesar de consideravelmente maior e mais pesado do que o rival Jorge Masvidal, Till encontrou dificuldades em entrar no raio de ação do oponente e, mesmo depois de conectar um knock down nos segundos iniciais, passou a sofrer com pesados contragolpes do americano, o que equilibrou a primeira etapa.

Como alternativa, o inglês, especialista em kickboxing, passou a buscar a luta de solo e derrubou Masvidal algumas vezes. Ele,por sua vez, tratava de levantar o mais rápido possível sempre que podia. Nesse ritmo, o americano chegou mais inteiro e veloz no segundo assalto, fator que abreviou o final da disputa.

Com um rápido cruzado de esquerda de encontro, Masvidal nocauteou o dono da casa, que caiu desacordado e ainda recebeu mais um golpe antes que o árbitro pudesse interromper as ações. Nesse momento, um silêncio constrangedor tomou conta da arena por alguns segundos antes que a torcida reconhecesse o talento do atleta visitante.

“Hey, ele é jovem e ainda será um tigre. Todo respeito ao Till. (…) Eu quero enfrentar os melhores, e o melhor é o campeão. Posso não ter um país inteiro me apoiando, mas tenho o mundo inteiro me apoiando”, finalizou o herói da noite.

Queda livre

Antigo ‘bicho-papão’ da categoria dos meio-pesados (93 kg), o suíço Volkan Oezdemir emplacou cinco vitórias seguidas até conquistar a chance de lutar pelo cinturão contra Daniel Cormier, no início de 2018. Cominado facilmente, o atleta parece ter perdido a confiança e já não luta como antes.

Meses depois da derrota para ‘DC’, ele foi nocauteado por Anthony Smith logo e, diante de Dominick Reyes no card principal do UFC Londres, acabou protagonizando luta monótona e cadenciada que, além de incomodar os fãs acostumados com seus nocautes avassaladores, abriu brecha para que o rival o batesse por decisão dividida dos jurados.

Acompanhe os resultados do UFC Londres:

Jorge Masvidal nocauteou Darren Till no 2º round;
Leon Edwards vence Gunnar Nelson por decisão dividida;
Dominick Reyes venceu Volkan Oezdemir por decisão dividida;
Nathaniel Wood finalizou José Alberto Quiñónez no 2º round;
Cláudio ‘Hannibal’
finalizou Danny Roberts no 3º round;
Jack Marshman venceu John Phillips por decisão dividida;
Arnold Allen venceu  Jordan Rinaldi por decisão unânime;
Marc Diakiese venceu Joseph Duffy por decisão unânime;
Saparbek Safarov venceu Nicolae Negumereanu por decisão unânime;
Dan Ige finalizou Danny Henry no 1º round;
Molly McCann venceu Priscila ‘Pedrita’ Cachoeira por decisão unânime;
Mike Grundy nocauteou Nad Narimani no 2º round.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *