Marreta revela que teve que superar vômito e lesão às vésperas do UFC Praga

Thiago ‘Marreta’ teve atuação de gala no evento do UFC realizado nesse sábado (23), em Praga, capital da República Tcheca. Na ocasião, ele nocauteou Jan Blachowicz no terceiro round e alcançou a quarta vitória consecutiva. No entanto, o lutador carioca revelou que não estava 100% na hora da luta, já que, além de ter vomitado momentos antes de entrar no octógono, ele também teria lesionado o joelho poucos dias do show.

Em entrevista ao UFC, ‘Marreta’ detalhou as adversidades que encarou na etapa final de seu camp e no vestiário, às vésperas de lutar. E, mesmo com todos os problemas, o meio-pesado (93 kg) brasileiro conquistou não só a vitória, como também o bônus de ‘Performance da Noite’, no valor de 50 mil dólares (em torno de R$ 185 mil).

“Semana passada, uma semana antes da luta, eu não estava conseguindo andar direito. Tive uma lesão no meu joelho, no menisco, eu não aguentava andar direito, quanto mais treinar. Então, semana passada fiquei só cuidando da lesão. Fisioterapia, médico… E, agora essa semana também, tive um mal estar no estômago nesses últimos dois dias. Agora há pouco, antes de entrar para a luta, no vestiário, eu estava vomitando”, revelou.

“Vomitei duas vezes ali escondido para ninguém ver que eu estava passando mal. Só os meus treinadores que estavam vendo, que estavam ali comigo. Então, foram duas semanas difíceis. E tudo isso influencia na sua cabeça. Você não fica 100 %. Eu sabia que eu não estava 100 %. Então, quando consegui a vitória fiquei muito emocionado por ter superado tudo isso”, completou.

Aos 35 anos, ‘Marreta’ vive atualmente o auge da carreira profissional. Dono de um cartel de 21 vitórias e seis derrotas no MMA, Thiago pode estar próximo de disputar o cinturão dos meio-pesados. Na próxima semana, Jon Jones colocará o título da categoria em jogo contra Anthony Smith, e o vencedor do confronto poderá ser o próximo oponente do brasileiro.