‘Marreta’ lembra superação no UFC Praga e admite que escondeu mal-estar de médicos

Thiago ‘Marreta’ superou um mal-estar intenso no último sábado (23), justamente o dia em que enfrentou e nocauteou Jan Blachowicz no UFC Praga. Segundo contou após o duelo, ele chegou a vomitar no aquecimento para a luta, ainda nos vestiários. E, em entrevista exclusiva à Ag. Fight, o meio-pesado (93 kg) revelou, bem-humorado, que escondeu o fato de que se sentia mal dos médicos do Ultimate, por receio de ser vetado do combate.

O atleta da equipe TFT explicou que seu processo de ganho de peso na véspera da luta não foi satisfatório, porque já não estava bem fisiologicamente. E o mal-estar ganhou força a poucas horas de entrar na arena, já durante o show.

“Comecei a passar mal um dia antes da luta, tanto é que depois da pesagem não consegui comer muito, não recuperei muito peso, não recuperei o quanto que eu tinha recuperado contra o (Jimi) Manuwa. Pesei menos. Justamente por isso não estava conseguindo comer muito. Antes da luta, ali no vestiário, comecei a passar mal quando a gente começou a acontecer. Uma ânsia de vômito… Cheguei a vomitar duas vezes, momentos antes da luta. Foi superação, né? Em nenhum momento eu pensei em não subir lá. Claro que tinha aquele receio de não estar 100%, mas os meus córneres foram conversando comigo, trabalhando minha cabeça. E decidi subir e lutar assim mesmo”, declarou, antes de contar que não avisou do que sentia aos médicos.

“Procurei esconder, porque tinha medo de eles não deixarem eu lutar. Imagina, minutos antes da luta cai a luta principal de um evento. Eu vi isso acontecer uma vez (no UFC 175, em 2014): eu lutei no mesmo dia que o Stefan Struve, ele estava no vestiário aquecendo junto comigo, passou mal e a luta caiu. E era uma das lutas principais. Foi uma situação meio chata. Não queria passar por isso, ainda mais em uma luta principal. Fiquei com medo de os médicos vetarem eu lutar, me vendo naquele estado, vomitando. então, escondi, fui lutar e graças a Deus deu tudo certo”, completou.

Vencer o contratempo pré-luta valeu a pena para ‘Marreta’, que, por ter nocauteado Blachowicz, subiu para a quarta colocação no ranking dos meio-pesados (93 kg). Agora, Thiago passa a ser um dos legítimos contenders da divisão, podendo ser escolhido pela organização para desafiar o campeão da categoria, que sai do duelo deste sábado (2) entre Jon Jones e Anthony Smith, no UFC 235.

Confira a entrevista completa com Thiago ‘Marreta’: