Marido de lutadora do UFC é condenado a 4 anos de liberdade condicional; entenda

A lutadora já entrou em ação pelo UFC após ter sido agredida pelo marido -Reprodução/Youtube

O imbróglio que envolveu Rachael Ostovich e seu marido em novembro passado finalmente chegou ao fim. Após agredir sua esposa, Arnold Berdon, também lutador de MMA, recebeu uma punição oficial nessa quinta-feira (16) no Tribunal de Honolulu (EUA). De acordo com o site ‘Associated Press’, foi decidido que o homem terá que cumprir quatro anos de liberdade condicional pelo envolvimento no caso.

Na época do incidente, Arnold foi preso sob a acusação de tentativa de homicídio. No entanto, os promotores envolvidos reverteram a sentença para um caso de agressão de segundo grau. Em março deste ano, o marido de Rachael admitiu ter batido em sua mulher – na região do rosto, cabeça e costelas.

E apesar de ter sido vítima de uma agressão covarde, Ostovich não pediu para que Berdon cumprisse mais tempo de cadeia. Sendo assim, o juiz responsável por conduzir o caso não julgou necessário que o homem ficasse atrás das grades – e o condenou à liberdade condicional por um período de quatro anos.

Rachael e Arnold têm uma filha de seis anos juntos. Na mesma cerimônia judicial, foi concedida a guarda total da criança para a mãe. O processo de divórcio do casal também foi preenchido e encaminhado na sessão. Berdon só poderá se aproximar de sua filha em visitas supervisionadas e após cumprir cursos de controle de raiva.