Mackenzie admite que precisa “melhorar muito”, mas enxerga evolução no MMA

Mackenzie Dern retorna ao octógono do UFC no dia 12 de maio – Diego Ribas

A transição do jiu-jitsu para o MMA nunca é fácil, sobretudo quando se trata de alguém que treina a arte suave há mais de duas décadas, como é o caso de Mackenzie Dern. Praticantes de artes marciais mistas há menos de dois anos, ela já chegou ao UFC e, na estreia na organização contra Ashley Yoder, em março, ficou claro que a falta de experiência na luta em pé ainda é grande — o que lhe rendeu críticas. Em entrevista exclusiva à Ag. Fight, em Los Angeles (EUA), Dern reconheceu que tem muito para aprender, mas rebateu aqueles que acham que sua trocação não evoluiu.

De acordo com Mackenzie, o fato de ter atuado três vezes em seis meses, em três organizações diferentes, não significa que ela não tenha tido tempo para evoluir e, por tanto, esteja estagnada na luta em pé. Apesar de ter estreado no UFC ainda jovem — aos 24 anos — e de ter pouco tempo no MMA, ela garante que é possível enxergar seu próprio desenvolvimento.

“Preciso melhorar muito como atleta, melhorar muito meu striking [luta em pé]. As pessoas falam: ‘Com certeza ela não está evoluindo, é muito pouco tempo [entre as lutas]’. Mas eu já acho que eu melhorei muito desde quatro lutas atrás. Então, pode não ser tão rápido, mas eu estou evoluindo. A cada luta vou ser uma pessoa diferente”, afirmou.

Apesar da sequência de combates, a americana afirma que não pretende entrar tantas vezes no cage como tem feito. Dern explicou que a alta frequência com que competiu foi motivada pela vontade de chegar logo à maior organização de MMA do mundo.

“Não é isso [lutar tanto] que eu quero. Eu queria fazer três a quatro lutas por ano. Acho que seria o ideal, se eu não me machucasse. Mas eu queria pegar as lutas para entrar no UFC. Ano passado, eu tive uma cirurgia no joelho, então acabei ficando um pouco de tempo afastada. Foi por isso que fomos fazendo uma luta, depois outra, depois a estreia, depois esta no Rio. Não foi planejado. Quem sabe, se eu não me machucar, eles me chamem pra lutar, sei lá, em agosto. E aí vão ser cinco lutas”, disse.

Dern enfrenta Amanda Bobby Cooper, a ‘ABC’, no UFC 224, no próximo dia 12. Essa será a sua primeira luta desde que foi expulsa da MMA Lab, no Arizona, e se mudou para a Califórnia. Confira  entrevista completa aqui!

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.