Lutador do UFC é banido pela USADA após ser flagrado três vezes em exames antidoping

A política antidoping do UFC condenou um atleta de forma inédita: suspensão vitalícia. Ruslan Magomedov foi banido pela USADA (agência antidoping americana) após ser flagrado em três exames distintos. A entidade anunciou o corte do atleta russo em seu site oficial (clique aqui) nesta segunda-feira (1º).

O peso-pesado teve seu primeiro imbróglio com o órgão em 2016. Na época, Ruslan sofreu uma suspensão de 2 anos – pena costumeira, aplicada à atletas que são flagrados pela primeira vez. No entanto, próximo de estabelecer seu retorno ao Ultimate, em outubro de 2018, Ruslan foi novamente pego nos exames da USADA.

Em período fora de competição, o russo testou positivo para metabólitos de metiltestosterona e de estanozolol, ambas substâncias proibidas pela política antidopagem da USADA. E a terceira e derradeira ‘bola fora’ com a entidade veio em fevereiro deste ano.

Magomedov se recusou a se submeter a novos testes quando solicitado por um agente oficial da USADA. A atitude foi a gota d’água do russo com a entidade – que optou por bani-lo das competições. Vale ressaltar que recusar ou não se submeter à coleta de amostra sem justificativa convincente é um violação de doping, de acordo com as leis vigentes da agência que regula os atletas do UFC.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *