Lutador do UFC deixa escapar data e local da próxima disputa de cinturão do peso-pena

Muito tem sido especulado sobre quando e onde o confronto pelo cinturão do peso-pena (66 kg) entre o campeão Max Holloway e o desafiante Alexander Volkanovski irá acontecer. No entanto, parece que um dos competidores do UFC China já tem a informação que todos esperam. Em conversa com a imprensa após o evento deste sábado (31), o peso-mosca (57 kg) Kai Kara-France – que derrotou Mark De La Rosa por pontos – deixou  escapar que a disputa pelo título dos penas deve acontecer em Las Vegas (EUA), provavelmente no UFC 245, agendado para o dia 14 de dezembro.

O deslize foi cometido pouco depois de o neozelandês desafiar Alexandre Pantoja – que o derrotou nas quartas de final do programa ‘The Ultimate Fighter’ em 2016 – para um combate no UFC 243, que será realizado no dia 5 de outubro, na Austrália. De acordo com Kara-France, caso o combate com o brasileiro não possa acontecer no próximo mês, uma opção seria casar a luta para o mesmo evento em que Volkanovski competirá pelo cinturão, já que ambos são da Oceania e companheiros de equipe.

“Obviamente gostaria de lutar no card de Melbourne. Eu vi que Max Holloway vai lutar contra o meu companheiro de equipe Alexander Volkanovski naquele card de dezembro em (Las) Vegas. Se eu não puder me apresentar em Melbourne (AUS), talvez eu possa esperar até dezembro e lutar no mesmo card do Alex (Volkanovski). Seria um sonho realizado lutar em Vegas. Talvez a luta contra Alexandre Pantoja possa ser o combate ideal nesse card”, analisou o peso-mosca.

O card do UFC 245 já tem confirmada a disputa pelo cinturão peso-galo (61 kg) entre Amanda Nunes e Germaine de Randamie. Caso realmente seja confirmada o confronto entre Holloway e Volkanovski para o evento de Las Vegas, esta será a quarta defesa de título do americano. O lutador, natural do Havaí, vem de vitória sobre Frankie Edgar em julho deste ano, quando defendeu pela terceira vez seu cinturão do peso-pena. O australiano Alexander Volkanovski não perde desde maio de 2013, seu único revés na carreira, e acumula 17 triunfos consecutivos, sendo sete deles pelo Ultimate. Sua última aparição foi contra José Aldo em maio deste ano, quando venceu o brasileiro na decisão unânime dos juízes.