Lutador de telecatch é hospitalizado após ser atingido por bloco de concreto

O telecatch mexicano foi mais uma vez impactado por um triste incidente. Na última segunda-feira (19), o atleta ‘El Cuervo de Puerto Rico’ foi atingido por um bloco de concreto na cabeça, atirado por seu adversário, ‘Angel, El Demonio’, em um duelo de ‘Lucha Libre’, como é conhecida a tradicional modalidade de lutas simuladas no país. O acidente aconteceu em um evento promovido pelas organizações Lucha Libre Boom, Lucha Memes e Generación XXI na Arena Lopez Mateos, em Tlalnepantla (MEX).

O golpe aconteceu em uma ‘Luta de Ataúd’, na qual vence o lutador que prender o outro em um caixão. A modalidade foi popularizada pelo personagem ‘The Undertaker’ — conhecido no Brasil como ‘O Coveiro’ —, nos anos 1990, na WWF, atual WWE. No telecatch, alguns modos de luta permitem o uso de objetos, como cadeiras, mesas, latas de lixo e escadas. No entanto, o uso destes utensílios é meramente encenado — o que não aconteceu no caso de ‘Cuervo’.

No momento do impacto (veja abaixo ou clique aqui), o lutador — cujo nome real é Christian Rolón — estava abaixo do nível do ringue. A força com que foi atirado o bloco de construção imediatamente tirou a consciência de Cuervo, que ficou no chão e precisou ser retirado por uma ambulância. O acontecimento gerou comoção em toda a comunidade do telecatch. Kurt Angle, ex-campeão olímpico de luta olímpica, ex-lutador da WWE e atualmente diretor da marca americana, fez críticas à atuação de ‘Angel’, declarando que o ator não deveria mais trabalhar na modalidade (veja abaixo ou clique aqui).

Além disso, lutadores do México se juntaram para realizar um evento beneficente nesta quinta (22), intitulado ‘Unidos por El Cuervo’, a fim de ajudar no tratamento do atleta (veja abaixo ou clique aqui). A mãe de Christian Rolón publicou em sua conta no Facebook que seu filho, que passou por uma cirurgia para eliminar coágulos no cérebro, está consciente após a operação.

A Comissão de Boxe e Luta Livre Profissional do Estado do México retirou a licença de Hector Perez, responsável pelo personagem ‘Angel, El Demonio’. Naquele país, a maioria dos lutadores é freelancer, ou seja, não tem um contrato de exclusividade com uma única companhia. Assim, muitos, como ‘Cuervo’, excursionam pelos países da América do Norte participando de pequenos eventos de telecatch.

Não é a primeira vez que a Lucha Libre é abalada por um grave incidente durante um combate simulado. Em 2015, o lutador ‘El Hijo de Perro Aguayo’ morreu no ringue, devido a um golpe aplicado pelo veterano Rey Mysterio. O atleta sofreu fraturas em três vértebras cervicais.

Veja o momento do incidente com ‘El Cuervo de Porto Rico’ (imagens fortes):

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.