Khabib Nurmagomedov afirma que sua rivalidade com McGregor nunca terá fim

Khabib Nurmagomedov segue invicto em sua carreira após 27 combates – Diego Ribas

Apesar de ter vencido de forma convincente Conor McGregor em outubro de 2018, na sua primeira defesa do cinturão peso-leve (70 kg) do Ultimate, Khabib Nurmagomedov considera que sua rivalidade com o irlandês nunca acabará. À emissora americana ‘ESPN’, o campeão afirmou que mesmo após finalizar ‘Notorious’ dentro do octógono, um possível reencontro com o desafeto fora do ambiente de combate pode levar a um novo confronto – desta vez fora do MMA.

A relação entre os lutadores sempre foi conturbada, com inúmeras provocações e incidentes ocorrendo mesmo fora dos eventos do Ultimate. Após vencer McGregor no UFC 229, realizado em Las Vegas (EUA), Khabib pulou sobre o octógono em direção aos companheiros do irlandês e iniciou uma briga generalizada entre as equipes que só foi interrompida após algum tempo. Com toda a animosidade presente, o russo não titubeou ao afirmar que nada está resolvido entre eles e que, caso encontre seu rival novamente, um novo confronto fora do octógono pode ocorrer, mesmo que corram o risco de serem presos.

“Apesar da nossa luta ter terminado, nem tudo está resolvido. Apenas bater nas pessoas não é o suficiente. Bater apenas nele não é o bastante. Nós temos que espancar todo o time dele. Foi isso que eu pensei antes do combate, é isso que eu disse para a minha equipe: “Hey, essa noite nós vamos para a guerra”. Isso não é sobre a luta, ou algo desse tipo, e nunca foi terminado. Nunca, jamais. Até se nós o virmos em algum lugar, nós vamos lutar. Não importa se alguém for para a cadeia ou algo assim. Eu não ligo. Se alguém tiver que ir para a cadeia, ele vai”, esbravejou o campeão dos leves.

Em recente entrevista à ‘ESPN’, McGregor apontou uma revanche contra Nurmagomedov como uma das lutas desejadas por ele para seu retorno ao Ultimate. No entanto, o lutador russo desmereceu o rival e indicou que o irlandês precisaria de uma longa sequência de vitórias em sua volta para que ele lhe garantisse o direito a uma nova disputa pelo cinturão. De acordo com Khabib, nem mesmo uma proposta financeira vantajosa oferecida pela organização o faria mudar de ideia.

“Ele diz que nunca vai estar encerrado, mas quem comanda o show? Nós comandamos o show. Nós massacramos ele. Nós acabamos com o time dele. Eu não acho que essa luta possa acontecer. Esse cara tem que retornar e vencer dez lutas em sequência, aí nós lutaremos. As pessoas podem pensar: “Ele pensa isso, mas quando o UFC oferecer 1 milhão de dólares para ele enfrentar Conor, esse cara vai aceitar”. Volte e mostre quem você é. Apenas apareça. Quando ele venceu pela última vez? Três anos atrás. E esse cara quer lutar pelo título? Não, não vai acontecer”, finalizou o russo.

Khabib Nurmagomedov volta ao octógono no próximo dia 7 de setembro, no UFC 242, para defender seu título de campeão linear dos leves contra Dustin Poirier, campeão interino da divisão. A última aparição do russo no Ultimate foi justamente contra Conor McGregor, em outubro de 2018, quando finalizou o desafeto no quarto assalto.