José Aldo é internado com infecção, e presença no UFC 237 fica sob risco

Aldo está sendo tratado de uma infecção bacteriana – Diego Ribas

Os planos de José Aldo sofreram um duro golpe nesta semana. O ex-campeão dos penas (66 kg), que tem luta agendada contra Alexander Volkanovski no UFC 237, em 11 de maio, foi internado na última quarta-feira (20) em um hospital no Rio de Janeiro para tratar uma infecção bacteriana. A informação foi publicada pelo site ‘Combate’ e confirmada pela Ag. Fight com fontes próximas à organização nesta sexta (22).

Aldo teria contraído a infecção por meio de um ferimento superficial na pele. Embora o atleta tenha reagido aos antibióticos aplicados pela equipe médica, há uma preocupação sobre a permanência do manauara no card de maio, pois a debilidade e o uso contínuo de medicação para evitar o retorno da condição infecciosa podem atrapalhar a preparação do ex-campeão para o duelo.

José tem na luta contra Volkanovski uma parte crucial de seu planejamento de aposentadoria. Diante do fato de que já venceu grande parte dos desafiantes ao título dos penas, eliminar o australiano da disputa deixaria o UFC sem muitas opções senão dar a ele um ‘title shot’ no fim do ano. Como Aldo terá só mais um combate restante em seu contrato, a última luta do vínculo com o Ultimate permitiria que ele, em caso de nova vitória, decretasse aposentadoria como campeão.

O UFC 237, a ser realizado na Jeunesse Arena, na capital fluminense, terá como luta principal o duelo entre Jéssica ‘Bate-Estaca’ e Rose Namajunas, válido pelo cinturão peso-palha (52 kg), hoje de posse da americana. Além do confronto entre Aldo e Alexander, há também um outro combate importante no card principal: naquela que pode ser a sua última aparição no Brasil como profissional de MMA, Anderson Silva enfrenta Jared Cannonier pelos pesos-médios (84 kg).