Jones responde Cain e garante que subida para os pesados é “inevitável”

Jon Jones não demorou a responder Cain Velasquez, amigo de seu maior rival – Diego Ribas

Dada a dominância de sua jornada entre os meio-pesados (93 kg), categoria cujo cinturão só perdeu por força de seus próprios erros fora do octógono, Jon Jones há anos é cobrado por uma experiência nos pesos-pesados. E, aos poucos, ‘Bones’ começa a ganhar alvos potenciais na categoria de cima. Além de Daniel Cormier, detentor do título e maior rival de sua carreira, um outro atleta sinalizou interesse em enfrentá-lo: Cain Velasquez. E, sempre ágil nas respostas, Jon reagiu com a acidez e o sarcasmo que lhe são peculiares.

Velasquez, que enfrenta Francis Ngannou neste domingo (17) depois de quase três anos de inatividade, afirmou em uma recente entrevista ao site ‘TMZ Sports’ que se considera um bom desafio para o campeão dos meio-pesados. “Acho que eu posso (vencê-lo). Acho que sou bom o suficiente. Jon Jones é um atleta incrível, sempre o vi em todas as suas lutas. Sei do que ele é capaz. Mas todo cara resiste a um grande desafio. E acho que ele também”, disse.

Por intermédio do seu perfil no Instagram (veja abaixo ou clique aqui), Jon respondeu Cain — que, curiosamente, é tão amigo de Daniel Cormier que foi um dos motivos pelos quais ‘DC’ trocou a categoria dos pesados pela dos meio pesados em 2014. De acordo com ‘Bones’, o discurso de Velasquez exala hesitação.

“Sua confiança terá que estar em dia para me vencer, meu caro. Não pode ficar falando sobre ‘Eu acho que eu posso’. Eu me alimento com picogramas de insegurança e posso farejá-los a milhas de distância. Por ora, vamos apenas nos concentrar nas nossas próximas lutas. Meus dias de peso-pesado são inevitáveis”, escreveu.

Enquanto Cain entra no octógono neste domingo, Jones volta ao cage 13 dias depois, em 2 de março, encabeçando o UFC 235. ‘Bones’ enfrentará Anthony Smith, grande ‘zebra’ que conquistou seu espaço na divisão após deixar os médios (84 kg), categoria onde não se firmou, e vencer três lutas consecutivas entre os meio-pesados.