Jon Jones minimiza rivalidade com Cormier: “Apenas um cara que venci duas vezes”

 

Jon Jones elegeu Gustafsson como seu rival mais duro da carreira  – Diego Ribas

A rivalidade entre Jon Jones e Daniel Cormier é apontada como uma das maiores no MMA dos últimos anos pela imprensa especializada, mas ‘Bones’ discorda. Na opinião do atual campeão meio-pesado (93 kg) do UFC, o histórico entre os dois não transmite o equilíbrio necessário nem mesmo para credenciar ‘DC’ como o maior adversário que ele já enfrentou dentro dos octógonos em sua carreira.

Durante participação no programa ‘The Ariel Helwani’s MMA Show’, nesta segunda-feira (24), Jones elegeu o adversário mais difícil que enfrentou e praticamente descartou qualquer possibilidade de encarar Cormier pela terceira vez na categoria até 93 kg. De acordo com o americano, o atual campeão peso-pesado do Ultimate teria que sofrer muito para bater novamente a marca dos meio-pesados.

“Não sei, para ser sincero eu não ligo para o que o Daniel Cormier faz. Já encerrei meus assuntos com ele. Daniel Cormier não é meu rival mais duro, diria que meu oponente mais duro foi Alexander Gustafsson. Ele (‘DC’) não é esse rival que o mundo quer que ele seja meu. Ele é apenas um cara que eu venci duas vezes”, opinou Bones, antes de falar sobre uma trilogia com Daniel.

“Ele não vai fazer isso (descer para os meio-pesados de novo). Acho que exige muito dele para cortar e bater esse peso. Não o vi pessoalmente ainda, mas disseram que ele está maior do que nunca. Para cortar todo esse peso, e tentar uma terceira vez, teria que ter muita coragem, honestamente”, completou o americano.

Tanto Jones quanto Cormier já têm data marcada para manter seus respectivos cinturões. No dia 6 de julho, Bones defende seu reinado contra o brasileiro Thiago ‘Marreta’. Já no dia 17 de agosto, Daniel faz uma revanche contra Stipe Miocic para assegurar seu cinturão dos pesos-pesados do Ultimate.