Jimmie Rivera recusa duelo com Marlon Moraes: “Vou seguir em frente”

Jimmie Rivera precisou se retirar do UFC 219 por falta de oponente – Reprodução/Instagram

A novela protagonizada por Marlon Moraes e Jimmie Rivera parece não ter fim. Depois que John Lineker precisou abandonar o card do UFC 219, ocorrido no último dia 30 de dezembro, às vésperas do show, o americano ficou sem adversário e sugeriu que o brasileiro lutasse com até quatro quilos a mais do máximo permitido para a categoria peso-galo (61 kg). Contudo, o número cinco do ranking alegou que não conseguiria bater o peso e não aceitou o confronto.

Depois que o americano se retirou do evento por falta de oponente, as provocações entre os dois atletas ganharam mais um capítulo. Isso porque o brasileiro publicou uma foto garantindo que o UFC havia lhe oferecido um confronto com Rivera e a sua parte do contrato já estava assinada. Mas, aparentemente, agora o número quatro do ranking oficial do Ultimate não está tão empolgado com a possibilidade de medir forças com o brasileiro.

“Eu fiquei surpreso. Não tinha ideia do que dizer. Eu vou sentar e passar um tempo com a minha família. Recuperar o tempo que perdi nos feriados. E vou para a minha lua de mel com a minha esposa”, defendeu-se o atleta.

Apesar de Moraes alegar que o seu rival também já aceitou a negociação, o americano tem um discurso diferente. De acordo com o próprio Rivera, todas as chances já foram dadas para o brasileiro e agora chegou a sua vez de seguir em frente e lutar com atletas que estão no topo da categoria.

“Te dei uma chance. Agora é hora de coisas melhores. É engraçado, porque não estou tentando fugir dele, porque terei que enfrentá-lo um dia. Mas vou lutar com ele quando eu estiver defendendo o cinturão e ele for um desafiante. Aí sim. A menos que ele acabasse sendo o número um do ranking. Aí seria uma situação diferente”, garantiu o lutador.

“Como eles fizeram a luta com o Marlon, entendo da perspectiva deles. Gostaria que tivesse tido uma comunicação melhor, porque não teve. Entendo o que estão falando, mas vocês não vão nos dar nenhum adiantamento? Eu lhe dei opções para lutar comigo. Ele disse não quatro vezes. Então, vou seguir em frente. Acho que mereço isso. Lutar com os caras do topo. Sou invicto no peso-galo do UFC”.

Em toda a sua carreira, Rivera foi derrotado apenas uma vez em suas 22 atuações. Desde a sua estreia no UFC, o número quatro do ranking dos galos foi o algoz de alguns brasileiros, incluindo Pedro Munhoz e Thominhas Almeida.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.