Jessica Penne justifica saída de última hora do UFC Phoenix

Pela segunda semana consecutiva, um evento do UFC perdeu uma luta algumas horas antes de seu início. No UFC  234, o campeão dos médios (84 kg) Robert Whittaker sentiu uma hérnia abdominal e foi levado com urgência à mesa de cirurgia. Desta vez, no UFC Phoenix, realizado no último domingo (17), a vítima de uma lesão imprevista foi Jessica Penne. A ex-desafiante ao cinturão peso-palha (52 kg) sofreu uma torção no tornozelo direito na manhã anterior ao show e, depois de ser avaliada pelos médicos da organização, foi retirada do card.

Por intermédio da sua página no Instagram (veja abaixo ou clique aqui), Penne explicou o que houve e por que foi obrigada a deixar o evento. Ela contou que pisou de mau jeito e seu tornozelo recebeu, ao mesmo tempo, todo o peso dela e de um companheiro de treinamento.

“Não tenho muitas palavras para descrever as minhas emoções neste momento. Gostaria de pedir desculpas à minha adversária, Jodie Esquibel, e à equipe dela, por nossa luta não acontecer. Lamento muito, de verdade, Jodie. Fui fazer um treininho leve nesta manhã e estava fazendo algumas sequências básicas de exercícios, quando virei meu tornozelo com todo o peso do meu corpo e do meu parceiro de treino. Eu imediatamente apliquei gelo e estava esperando que não fosse tão sério, mas logo ficou óbvio que era uma torção forte”, escreveu.

“A equipe médica do UFC, ao lado de Sean Shelby, esteve no meu quarto, e a decisão de que eu não poderia lutar foi tomada junto com a minha equipe. Tive uma torção grau 2 e vamos saber mais (sobre a lesão) após exames de Raio-X. Estou inconsolável, sei que Jodie deve estar também. Espero que a luta entre nós possa ser reagendada o mais rápido possível. Obrigado a todos pelo apoio: significa mais do que vocês imaginam”, completou.

Lutar lesionada realmente seria um risco para Penne. Ela, que disputou o título da categoria em 2015, fez só dois combates desde que perdeu para a então campeã Joanna Jedrzejczyk, e perdeu ambos. Assim, vem de três derrotas e poderia ser demitida se perdesse para Esquibel.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *