Jéssica ‘Bate-Estaca’ pede revanche contra chinesa após perder o cinturão

Poucos minutos após perder o título do peso-palha (52 kg) feminino, Jéssica ‘Bate-Estaca’ demonstrava resignação com a derrota. Com o semblante sereno ainda dentro do octógono do UFC China, a brasileira agradeceu pela recepção que teve no país asiático e aproveitou para pedir a revanche para a rival, que se tornou a primeira lutadora chinesa a conquistar um cinturão do Ultimate.

A paranaense, que fazia sua primeira defesa de cinturão, foi derrotada por nocaute técnico com apenas 42 segundos de luta. Apesar da tristeza pelo revés sofrido, ‘Bate-Estaca’ se portou como uma verdadeira campeã e reconheceu os méritos da adversária. Na entrevista pós-luta, a atleta da equipe ‘PRVT’ fez questão de agradecer ao povo chinês pela hospitalidade e solicitou um novo encontro para tentar recuperar o título perdido. De acordo com ela, a revanche poderia acontecer em qualquer local do mundo.

“Estou muito feliz por ter lutado aqui na China. Foi uma honra ter enfrentado a Zhang Weili. Eu sei exatamente o que ela está passando agora, foi a mesma felicidade que eu tive quando conquistei o cinturão no Brasil. Se eu puder treinar mais e ela me der uma chance de revanche eu vou estar pronta. Pode ser aqui na China, pode ser no Brasil, nos Estados Unidos, eu vou estar muito feliz (de qualquer forma). Obrigado por terem me recebido tão bem”, declarou.

O único momento da entrevista pós-luta no qual a brasileira se emocionou foi quando pediu o microfone do entrevistador para agradecer ao seu treinador, o Mestre Paraná, por sempre tê-la apoiado. Com a voz embargada, Jéssica fez uma promessa ao mentor.

“Só quero agradecer ao meu mestre (Paraná) por ter acreditado em mim até quando ninguém queria acreditar. Hoje não foi o nosso dia, mas logo vai ser de novo. Eu prometo para você que eu vou voltar a ser a campeã”, finalizou a ex-campeã.

Jéssica ‘Bate-Estaca’ Andrade vinha de quatro triunfos consecutivos pelo Ultimate, sendo o último sobre Rose Namajunas no UFC Rio, quando conquistou o cinturão dos palhas. Com o revés para Zhang Weili deste sábado (31), a lutadora acumulou sua sétima derrota em 27 combates na carreira.