Gustafsson mostra confiança para revanche: “A era Jon Jones acabou”

Alexander Gustafsson fará revanche contra Jon Jones no UFC 232 – Diego Ribas

Alexander Gustafsson retorna ao octógono do UFC no dia 29, contra Jon Jones, para disputar o cinturão dos meio-pesados (93 kg) da organização, mas, de acordo com ‘The Mauler’, o que mais o motiva neste combate é a revanche contra o antigo rival. Tido como o adversário que teve mais chances de vencer ‘Bones’, o lutador sueco garantiu: “Estou aqui para tomar o lugar dele”.

Gustafsson e ‘Bones’ se enfrentaram em 2013, em Toronto (CAN), onde, após cinco rounds, o americano manteve o cinturão por decisão unânime dos juízes. Em entrevista coletiva da qual a Ag. Fight participou, realizada nessa quinta-feira (20), em Las Vegas (EUA), Alexander relembrou o revés para o ex-campeão dos meio-pesados e destacou que tem se preparado há tempos para a revanche, com o objetivo de colocar um ponto final na “era Jon Jones”.

“É um pouco dos dois (lutar pelo cinturão e ser contra Jones), claro. Mas, se eu tiver que escolher, o que mais me motiva é a revanche. Estou lutando contra o Jon Jones de novo, já se passaram cinco anos desde que lutamos pela primeira vez e essa é a luta que eu venho esperando, sonhando e treinando para acontecer durante todo esse tempo. Eu venho treinando e competindo apenas pra essa luta. (…) A era Jon Jones acabou. Estou aqui para tomar o lugar dele, para pegar esse cinturão e para acabar com ele de uma vez por todas”, projetou.

Durante a entrevista coletiva, o sueco mostrou motivação com o bom condicionamento físico e contou nunca se sentir tão bem com seu corpo quanto neste momento. Além disso, ‘The Mauler’ novamente comentou sobre o primeiro duelo contra o rival e disse ter revisto o combate diversas vezes em busca de identificar possíveis erros. No entanto, apesar da derrota, o sueco garantiu ter evoluído como lutador.

“Eu estou aqui para vencer o cara que nunca foi derrotado, para vencer o melhor cara que existe lá fora. Estou motivado, estou muito empolgado agora, me sinto ótimo, nunca estive tão em forma como agora. Estou me sentindo muito bem. (…) Claro que aprendi muito na primeira luta. Foi a minha primeira luta de 25 minutos, a primeira vez que lutei por cinco rounds. Ele era o melhor e eu aprendi muito naquela luta. Mesmo que eu tenha perdido, ainda é um dos pontos altos da minha carreira e é algo que eu vou me lembrar por toda a vida. (…) Eu nem sei quantas vezes revi aquela luta… Foram muitas”, revelou.

Aos 31 anos, Alexander Gustafsson perdeu apenas quatro embates como lutador profissional de MMA. Além da derrota para Jones, o sueco também sucumbiu diante de Phil Davis, Anthony Johnson e Daniel Cormier, mas agora pretende ir em busca do terceiro triunfo consecutivo. Focado apenas na vitória, que seria a 19ª da carreira, ‘The Mauler’ garante não se importar com qualquer conduta do seu adversário tida como inapropriada, já que seu único objetivo é vencer a “guerra”.

“Não me importa se ele é um trapaceiro. Ele pode trapacear o quanto quiser no dia 29, eu não ligo. Não importa se ele vai tomar esteroides ou vai beber, ou usar narcóticos. Eu não ligo. Eu vou vencer lá dentro, sei o que tenho feito, para o que tenho me preparado. Eu e o meu time temos certeza de que estou pronto pra guerra. E eu vou vencer essa guerra no dia 29 e tomar tudo o que é dele. (…) Quero que as pessoas falem de mim em vez de falarem sobre ele. E é por isso que estou fazendo isto”, concluiu.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.