Que surra! Confira alguns dos maiores atropelos já vistos no UFC

No último sábado (21), Edson Barboza sofreu uma das maiores, para não dizer a maior, surra de 2018. Diante de Kevin Lee, o brasileiro não conseguiu impor o seu jogo, foi dominado em todos os cinco rounds e viu os médicos interromperem a luta e anunciarem sua derrota. Relembre outros combates que também se transformaram em verdadeiros monólogos - Diego Ribas
Júnior 'Cigano' e Cain Velasquez se enfrentaram em três oportunidades. A primeira delas, vencida pelo brasileiro, foi um combate rápido em que o peso-pesado nocauteou o rival com pouco mais de um minuto de luta. No entanto, os dois outros confrontos foram passeios de Velasquez, que dominou os duelos de forma contundente e deixou Cigano com o rosto desfigurado em ambas as apresentações - Reprodução/site UFC
Realizado em maio de 2015, o duelo entre Stipe Miocic e Mark Hunt foi um verdadeiro monólogo. Sem dar chances ao neozelandês, o americano controlou as ações e venceu o duelo por nocaute no quinto assalto após minar em pé e no chão um adversário que, apesar do massacre, se recusava e desistir - Reprodução/site UFC
Em outubro de 2013, Glover Teixeira e Fabio Maldonado se enfrentaram no UFC 153 em um duelo sangrento. Com amplo domínio do combate, Glover saiu com a vitória após os médicos impedirem Maldonado de voltar para o terceiro assalto devido ao castigo imposto - Reprodução/site UFC
O duelo entre Jon Jones e Maurício 'Shogun', realizado em 2011, foi um verdadeiro passeio do americano. Com um grande volume de golpes, 'Jones' deixou o brasileiro desnorteado até que, no terceiro round, o ex-campeão do GP do Pride pediu para parar enquanto era golpeado junto à grade - Reprodução
Em janeiro de 2008, BJ Penn enfrentou Joe Stevenson e venceu o duelo por finalização no segundo assalto depois de dominar o duelo por inteiro, naquele que foi um dos mais sangrentos confrontos da história dos pesos-leves (70 kg) - Reprodução/Instagram
O segundo duelo entre Ronda Rousey e Miesha Tate aconteceu em dezembro de 2013. Com uma bela atuação, Ronda controlou as ações e conseguiu aplicar um armlock no terceiro assalto para sair com a vitória. Antes disso, porém, a judoca abusou de quedas, socos e chutes para castigar sua rival, naquele que foi o primeiro confronto em que Ronda não venceu no primeiro assalto - Divulgação/UFC
Realizado em agosto de 2010, o duelo entre Anderson Silva e Chael Sonnen reservou para os fãs de MMA uma das maiores reviravoltas da história. Após ser literalmente atropelado pelo americano durante todo o combate, o 'Spider' conseguiu tirar da cartola um triângulo no quinto round e vencer o duelo - Divulgação
No último dia 7 de abril, Khabib Nurmagomedov subiu no octógono para enfrentar Al Iaquinta no UFC 223. Com uma atuação dominante, o russo venceu os cinco rounds e saiu com a vitória na decisão unânime dos juízes - Reprodução/Instagram
Priscila Cachoeira enfrentou Valentina Schevchenko em fevereiro passado e provou ser uma verdadeira guerreira. Sempre um passo atrás durante o combate, a brasileira apanhou muito e abriu diversos ferimentos no rosto antes da 'Bullet' encaixar um mata-leão e liquidar a fatura - Inovafoto

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.