Gabi Garcia conquista duas medalhas de ouro no Pan 2019 de jiu-jitsu: “Eu voltei”

Multicampeã no jiu-jitsu, Gabi Garcia está invicta no MMA, com seis vitórias – Reprodução

Após ficar três anos afastada das competições de jiu-jitsu, Gabi Garcia voltou vestir o quimono nesse domingo (24) nos jogos Pan-Americanos 2019 da IBJJF e faturou duas medalhas de ouro. Em Irvine – cidade da Califórnia (EUA) -, a representante da academia ‘Alliance’ foi um dos grandes destaques do evento ao conquistar o título nas categorias super-pesado e absoluto do torneio.

A lutadora gaúcha havia dado uma pausa nas competições de pano para se dedicar ao MMA, mas mostrou que continua afiada na arte suave. No super-pesado, Gabi derrotou Carina Santi com um estrangulamento na final do torneio, enquanto no absoluto ela disputou o lugar mais alto do pódio contra a campeã peso-pesado Nathiely de Jesus. Com uma vantagem conquistada no início do combate, Garcia conseguiu resistir às tentativas de finalização de ‘Nathi’ e garantiu o título que comemorou por meio de publicação nas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui).

“Inexplicável! Estou ainda sem conseguir escrever. Três anos afastada das competições de quimono. Queria me desafiar contra meninas novas. Hoje conquistei super-pesado e absoluto no Pan-Americano 2019 da IBJJF. Três anos afastada e sem pontuação no ranking. Me fizeram lutar mais vezes do que as outras meninas e cair em uma chave no absoluto que toda luta era uma final. Eu estava feliz em voltar e sabia que era difícil ser a Gabi de três anos atrás, mas eu nasci para lutar, para sair do tatame sabendo que dei meu máximo. Fiz uma semifinal com a Luiza (Monteiro) em que senti meu joelho, mas nada grave”, relatou, antes de descrever as dificuldades que passou nas lutas seguintes.

“Lutei a final da minha categoria com a Carina (Santi) e infelizmente quebrei o dedo do pé. Dor insuportável, corpo dolorido de sete lutas muito difíceis até chegar na final do absoluto contra a Nathiely (de Jesus) que me surpreendeu com um jiu-jitsu agressivo e para frente. (…) Lutei de Gabi, sem patrocínio no quimono, com meu mestre fazendo meu corner por Facetime (chamada de vídeo) e me passando instruções em todas as lutas. Obrigada, Fabio Gurgel. Esse duplo é nosso. Me superei, lutei com as melhores, venci. Eu voltei”, concluiu.

Já entre os homens, o destaque foi Lucas ‘Hulk’ Barbosa, que alcançou o topo do pódio no absoluto ao derrotar Leandro Lo por decisão dos juízes após uma luta acirrada, mas sem pontuação. Assim como Gabi, ele também voltou para casa com duas medalhas de ouro, mas não houve disputa na final dos meio-pesados. Isso porque ele teria Gustavo Batista como adversário. No entanto, por serem companheiros da equipe, eles optaram por ‘fechar’ a categoria para a academia ‘Atos’.

Aos 33 anos, Gabi Garcia está invicta no MMA, com seis vitórias e uma luta sem resultado. A atleta da academia ‘Alliance Jiu-Jitsu’ competiu pela última vez na modalidade no Rizin 14, em dezembro, quando finalizou a compatriota Barbara Nepomuceno ainda no primeiro round.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

INEXPLICÁVEL!! Estou ainda sem conseguir escrever. 3 anos afastada das competições de kimono. Queria me desafiar contra meninas novas. Hoje conquistei peso e absoluto no #panams2019 @ibjjf 3 anos afastada e sem pontuação no ranking me fizeram lutar mais vezes que as outras meninas e cair em uma chave no absoluto que toda luta era uma final. Eu estava feliz em voltar e sabia que era difícil ser a gabi de 3 anos atrás, mas eu nasci pra lutar, pra sair do tatame sabendo que dei meu máximo. Fiz uma semifinal com a luiza onde senti meu joelho mas nada grave. Lutei a final da minha categoria com a Carina e infelizmente quebrei o dedo do pé. Dor insuportável, corpo dolorido de 7 lutas muito difíceis até chegar na final do absoluto contra a Nathiely que me surpreendeu com um jiu jitsu agressivo e pra frente. meu primeiro título na faixa preta no pan Nathiely era faixa roxa e hoje fizemos uma final de absoluto. Lutei de gabi, lutei sem patrocínio no kimono, lutei com meu mestre fazendo meu corner por facetime e me passando instruções todas as lutas. obrigado @fabiogurgel esse duplo é nosso. me superei, lutei com as melhores, VENCI. Eu voltei. e aos críticos obrigado, eu não luto pra agradar vocês eu luto pelo ouro. obrigado minha familia, meus amigos, meus treinadores, parceiros de treino, obrigado meu marido @brunogbalmeida muito parceiro. PODEM CHORAR A COROA TEM DONO. (english in my comments) obrigado @ibjjf foi muito bom estar de volta. #teamgabigarcia #champion #doublegold #champion #bjj #bjjgirls #openclasschampion #gabigarcia #ibjjf

Uma publicação compartilhada por Gabi Garcia (@gabigarciaofficial) em

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *