‘Formiga’ projeta sobrevida dos moscas no UFC após doping de Dillashaw

Jussier ‘Formiga’ vê caminho aberto para disputar título contra Henry Cejudo  – Diego Ribas

O doping de TJ Dillashaw, revelado nesta quarta-feira (20) pelo próprio lutador, deve mexer bastante com o panorama da divisão dos pesos-galos (61 kg) do UFC. Mas, segundo Jussier ‘Formiga’, a notícia deve agitar também o futuro próximo dos moscas (57 kg): com a suspensão de TJ, a hipótese de uma revanche entre ele e Henry Cejudo está descartada, o que obrigará o campeão peso-mosca a defender seu título com os contenders da própria categoria.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, ‘Formiga’, que enfrenta Deiveson Figueiredo neste sábado (23), no UFC Nashville, analisou a situação de TJ. De acordo com o brasileiro, Dillashaw foi “bobo” ao migrar para a categoria dos moscas logo diante do campeão e agora “se ferrou”, pois perdeu o desafio e vai ter de renunciar ao título – como ele mesmo admitiu ao comunicar o exame positivo.

“Isso fortalece ainda mais a divisão da gente. TJ foi muito bobo descendo para a categoria 57 kg para desafiar o Cejudo. Achei que a luta iria acontecer em 61 kg. Mas achei que faltou muita inteligência não só dele, mas também da equipe dele. Desceu, perdeu, e o campeão provou, tirou ele pra nada, nocauteou rapidão. E agora teve essa notícia de que foi pego no doping. Ele se ferrou, vai ter que abrir mão do título”, comentou.

De acordo com o atleta da American Top Team, o fim dos rumores de revanche entre TJ e Cejudo fortalece também os contenders dos moscas. ‘Formiga’ é o primeiro colocado do ranking da divisão, logo abaixo de Henry. Além do potiguar, ganham força para o próximo ‘title shot’ Joseph Benavidez, no segundo lugar, e Deiveson Figueiredo, na quarta posição. Como Jussier e ‘Deus da Guerra’ medem forças neste sábado, a partir do evento, dois atletas postularão o cargo de desafiante.

“Isso é bom para a gente também, porque vai abrir espaço na (categoria) 61 kg. Devem colocar o Marlon (Moraes) contra um outro adversário para disputar o título vago, e o Cejudo obrigatoriamente vai ter que defender o cinturão dele na 57 kg. Espero ser o próximo contender e ter essa chance”, opinou, afirmando que Henry ainda tem de se provar, pois  “não defendeu ainda o título dele contra os contenders da divisão”.

Profissional desde 2005, ‘Formiga’ é um dos grandes nomes dos moscas desde antes de o UFC criar a categoria. O potiguar conquistou três vitórias entre 2017 e 2018: finalizou Ulka Sasaki e Ben Nguyen e derrotou Sergio Pettis por decisão unânime. No cartel, Jussier tem 22 triunfos e cinco reveses.