Fã que teve celular quebrado por Conor McGregor retira processo contra o lutador

McGregor está costumeiramente envolvido em problemas judiciais – Diego Ribas

O fã que teve o celular atirado no chão por Conor McGregor no mês passado retirou o processo que movia contra o lutador. Ahmed Abdirzak, que acionou ‘The Notorious’ na Justiça americana solicitando indenização de 15 mil dólares (o equivalente a R$ 58 mil) pelo acontecido, por danos morais e materiais, teve o pedido de arquivamento atendido. A informação foi publicada pelo site da emissora americana ‘ESPN’, que teve acesso aos registros judiciais.

Apesar da retirada da ação civil, McGregor ainda responde a acusações criminais pelo episódio. O ex-campeão dos pesos-penas (66 kg) e leves (70 kg) do UFC terá uma audiência sobre o caso nesta quarta-feira (10).

Este, entretanto, não é o único problema judicial de Conor. De acordo com publicação do jornal ‘The New York Times’, no mês de março, o lutador está sendo investigado por assédio sexual na Irlanda.

Em meio a toda a querela jurídica, McGregor anunciou o fim da sua carreira como lutador de MMA. Poucos dias depois, entretanto, o irlandês voltou atrás da decisão. Conor fez seu último confronto no octógono em outubro de 2018, sendo finalizado por Khabib Nurmagomedov no quarto round.

1 comentárioDeixar comentário

  • Esse tal McGregor me parece ser uma pessoa desprezível, só tem fama e dinheiro, nenhuma qualidade que seja digna de um “ser humano”