Ex-campeão do UFC revela como se mantém motivado aos 40 anos

Andrei Arlovski é ex-campeão dos pesos-pesados do Ultimate – Reprodução / Instagram

Ex-campeão dos pesos-pesados do UFC, Andrei Arlovski voltará ao octógono no próximo sábado (27), contra o brasileiro Augusto Sakai, na Flórida (EUA). Experiente, o veterano de 40 anos tem ciência de que sua carreira está a cada dia mais próxima do fim. Apesar disso, garante que a dedicação e o amor ao esporte continuam os mesmos de quando iniciou no MMA.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Arlovski contou que, apesar da “pequena janela” de apenas mais alguns anos em que deve seguir no esporte, ele ainda não sente o peso da idade. Em 2018, Andrei entrou quatro vezes no octógono, número superior ao de grande parte dos integrantes da organização – inclusive lutadores bem mais jovens. Deste modo, o peso-pesado garante: para ele, a idade é apenas um número.

“Todos os dias quando eu acordo, eu me lembro do que eu quero, por isso que eu estou fazendo isso aos 40 anos. (Sou) Um dos caras mais antigos do UFC que ainda está nessa, ainda continua… Isso é apenas um número. Você pode se sentir assim (se quiser), mas sou praticamente um dos primeiros caras que chegam e praticamente um dos últimos que deixam a academia”, ressaltou, antes de destacar como se mantém motivado.

“Tenho pelo menos dois ou três treinos por dia. Então, eu estou bem, me sinto bem. (…) A idade é apenas uma droga de um número. Depende de como você se sente por dentro, e eu sou um cara feliz. Eu amo isto. Estou fazendo o que eu amo e minha esposa me deixa fazer o que eu amo. Ela me apoia o tempo todo, então sou feliz como pessoa, lutador e pai”, concluiu.

Apesar da regularidade no octógono, Arlovski venceu apenas duas de suas últimas dez lutas na organização. Em 2005, ele conquistou o cinturão interino dos pesados ao derrotar Tim Sylvia. Posteriormente, o bielorrusso foi promovido a campeão linear, título que manteve até 2006. Ao longo da carreira profissional no MMA, Andrei já somou 27 vitórias, 17 reveses e dois ‘no contest’.