Estreante do UFC volta a provocar Covington: “Foi burro e continua a ser”

Ben Askren chegou ao UFC após um acordo entre organizações – Reprodução / Instagram

Ben Askren ainda nem estreou pelo UFC, mas já causou algumas polêmicas desde que chegou à maior organização de MMA do planeta. E o seu alvo da vez voltou a ser Colby Covington. Agendado para fazer sua primeira luta no Ultimate no próximo sábado (2), contra Robbie Lawler, em Las Vegas (EUA), ”Funky’ agora chamou o ex-campeão interino dos meio-médios (77 kg) de “burro”. E afirmou que lutar contra ele seria “dinheiro fácil”.

De acordo com o site ‘MMA Fighting’, Askren considerou ‘burrice’ o excesso de confiança que Colby depositou em um dos promotores do UFC, que provavelmente lhe garantiu que ele seria o próximo desafiante, independentemente das circunstâncias. No entanto, após Covington se recusar a unificar o título para fazer uma cirurgia nasal, no último mês de julho, o Ultimate resolveu retirar o seu posto e agendar Kamaru Usman contra Woodley. Apesar disso, Ben projeta que ‘Chaos’ será o próximo da fila.

“Colby (Covington) foi muito burro. Ele pensou que o promotor (do evento) fosse seu amigo. Ele pensou: ‘Ei, ele é meu amigo, vai fazer tudo de bom para mim. Ele vai cuidar de mim’. Ele foi burro e continua a ser burro. (…) (Apesar disso), acho que é o próximo oponente óbvio para Tyron (Woodley). É fácil também. Quem não gosta de dinheiro fácil?”, provocou, durante um almoço com jornalistas, nessa segunda-feira (25).

“Colby não tem habilidades. Ele tem que lutar. Se ele não lutar, eu não acho que uma pessoa no mundo inteiro irá derramar uma lágrima. Tipo, graças a Deus essa era acabou. Eu acho que o UFC fez mais do que devia, porque se você olhar para qualquer uma de suas mídias sociais, ele não tem muitos seguidores. Nunca houve tanto assim. (…) Foi encenado”, concluiu.

Aos 34 anos, Askren está invicto na carreira profissional como lutador de MMA. O americano acumulou, até o momento, 18 vitórias. Ben chegou ao Ultimate após uma troca histórica entre a maior organização de artes marciais mistas do planeta e a liga asiática ONE, que recebeu o peso-mosca (57 kg) Demetrious Johnson.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *