‘Durinho’ nega frustração por enfrentar Wisely: “Experiente e experimentado”

Gilbert ‘Durinho’ está no UFC desde 2014 – Diego Ribas

Depois de uma boa vitória sobre Olivier Aubin-Mercier, era de se esperar que Gilbert ‘Durinho’ enfrentasse um adversário mais conhecido do que Eric Wisely, veterano que volta à organização no dia 27 de abril, no UFC Miami. De acordo com o brasileiro, entretanto, não há espaço para frustração: ‘Little Lee’ não pode ser subestimado, afinal, é experiente e com passagens em grandes ligas de MMA do mundo.

‘Durinho’ contou que chegou a ter seis oponentes cogitados pelo Ultimate, mas no fim nenhum deles aceitou o compromisso. Em entrevista exclusiva à Ag Fight, o craque do jiu-jitsu afirmou que tinha muita intenção de lutar na Flórida, onde mora, e por isso não se opôs a recepcionar um atleta de fora da organização. Ele ressaltou as capacidades de Wisely.

“É um cara experimentado, tem essa oportunidade de lutar de novo (no Ultimate). Eu estou levando muito a sério, como levo qualquer oponente meu. A gente vê vários caras que chegam no UFC e já estreiam muito bem. Johnny Walker… Vários caras que são monstros que estavam fora do UFC. Então, não tem essa: o cara vai estar lá para arrancar minha cabeça e eu para arrancar a dele. Já não passa mais na minha cabeça se ele é estreante ou não: estou vendo um cara experiente com 41 lutas”, falou.

Gilbert também analisou quais devem ser os seus próximos passos caso vença Eric. Segundo o lutador fluminense, sua luta seguinte terá de ser contra alguém que possa devolvê-lo ao ranking dos leves (70 kg) — ou, ao menos, deixá-lo com a sensação de que está mais próximo do top-15 da divisão.

“A expectativa é ganhar desse cara bem, dominar ele e depois pensar no próximo. Quem vai fazer sentido, em caso de vitória dominante, que é o que eu estou planejando, é alguém do ranking ou alguém que vai me levar para o ranking. Me ofereceram seis adversários para essa luta, vários ranqueados, e nenhum deles quis aceitar lutar comigo. Ainda bem que eu tive um adversário. Queria muito lutar aqui na Flórida, acabou sendo um estreante, mas o cara é experimentado, bem experiente”, disse.

Com dez lutas no Ultimate, ‘Durinho’ afirmou que não deixou de lado o sonho de conquistar um cinturão do Ultimate. O brasileiro de 32 anos declarou à Ag. Fight que só desistirá da meta quando o corpo começar a dar sinais de desgaste que apontem para a aposentadoria.

“O objetivo é ser campeão. Acredito muito que posso ser campeão, quero muito ser campeão, trabalho duro para isso. Então, o objetivo é ser campeão. Talvez possam acontecer derrotas no caminho, mas não tem problema. Isso é o que me motiva a treinar, a dar meu máximo, a fazer tudo. Sei que eu posso ser campeão, tenho um ótimo time, uma ótima estrutura, eu confio nisso. A médio, curto, longo prazo, é isso que eu quero: não importa se for daqui a dez lutas, a 30 lutas, a cinco lutas, eu não vou parar enquanto ou eu conquistar ou meu corpo não aguentar”, finalizou.