‘Digital influencer’ acusa ex-campeão mundial de homofobia; pugilista terá que cumprir ordem judicial

Adrien Broner é um dos pugilistas mais talentosos em atividade, disso ninguém tem dúvida. No entanto, ‘Problem’, como é conhecido, fez jus ao seu apelido e se envolveu em outra confusão fora dos ringues. O ex-campeão mundial do boxe foi acusado de homofobia pelo ‘digital influencer’ Andrew Caldwell. A informação foi dada em primeira mão pelo site ‘TMZ Sports’.

O conflito começou nessa semana, quando o boxeador ameaçou a “liberar a testosterona de Andrew no soco” ao ser supostamente incomodado em suas redes sociais. A celebridade virtual, por sua vez, alegou que foi Adrien quem iniciou a troca de mensagens online.

No entanto, o imbróglio tomou outras proporções depois que Broner compartilhou um vídeo de cunho homofóbico. Caldwell se sentiu ameaçado e pediu uma ordem de restrição contra o pugilista – acatada pelo juiz. Com isso, o ex-campeão terá que se manter a uma distância de 500 pés (cerca de 150 m) do astro da internet.

“Se algum v**** filho da p*** se aproximar de mim, tentar me encostar ou fazer essas coisas de gay, eu aviso de antemão: se eu estiver sem a minha arma, vou te dar uma surra, e se eu estiver com a minha arma, vou atirar na sua cara. Não gosto dessas m***** de gay”, declarou o boxeador em um vídeo em suas redes sociais.

Uma audiência sobre o assunto está marcada para 1º de abril – onde um juiz decidirá se a ordem de restrição deve ser estendida ou não. No fim de 2018, o boxeador foi acusado de não pagar uma dívida que somava mais de um milhão de dólares (cerca de R$ 3,7 milhões) em uma loja de joias.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *