‘Dia da Mentira’: Ronda Rousey lidera lista de ‘pegadinhas’ entre lutadores

Ronda foi a primeira mulher a fazer parte do Hall da Fama do UFC – Diego Ribas

Nos tempos atuais, todo cuidado é pouco na hora de acreditar em algo que se vê na internet, principalmente no dia 1º de abril. A data, mundialmente conhecida como ‘Dia da Mentira’, abre espaço para que pessoas preguem ‘peças’ nas mais diferentes áreas da sociedade, e no MMA não é diferente. Na onda de ‘trollar’ o próximo, alguns atletas entraram na brincadeira, como a atual ídolo da WWE Ronda Rousey.

A ex-campeã peso-galo (61 kg) do UFC despertou a curiosidade de seus fãs ao compartilhar um vídeo chamado “Meu Futuro após o WrestleMania”, um título que dá a entender que a estrela poderia deixar a companhia de telecatch mais famosa do mundo. O contexto também agravou a possibilidade, já que Ronda tem tido desentendimentos públicos com a organização da WWE.

E no início do vídeo (veja abaixo ou clique aqui) de cerca de 4 minutos de duração, Rousey, com semblante sério, afirma que os rumores de que ela deixaria a WWE são reais. Após anunciar a ‘bomba’, a americana sai de cena e seu marido e também lutador Travis Browne confirma a notícia. No entanto, tudo ganha uma reviravolta após Ronda voltar com um saxofone na mão, arrancando risadas de seu companheiro.

“Estive no topo da WWE, no topo do UFC, no mais alto nível do esporte olímpico e agora realmente é a hora de eu conquistar o mundo do jazz”, declarou Ronda, momentos antes de simular que tocava o instrumento de sopro.

O anúncio obviamente foi uma brincadeira produzida pela atleta embalada pelo ‘April Fools’ (Dia da Mentira). Afinal de contas, durante o vídeo, a estrela da WWE não mostrou muita intimidade com o saxofone. Portanto, podemos dizer que no que depender da carreira de musicista, o futuro de Ronda no telecatch está garantido.

Outra ex-campeã do Ultimate que provavelmente entrou na onda do 1º de abril foi Cris ‘Cyborg’. A brasileira usou suas redes sociais para anunciar que lutará no UFC 237 contra Germaine de Randamie. Até aí tudo bem, nada de outro mundo. No entanto, a pegadinha se explica em como a curitibana nomeou o possível duelo: ‘Superluta Elétrica’.

Junto com a montagem ao lado de Germaine, Cris compartilhou um link que levava seus fãs para uma matéria sobre a suposta luta. E, no início e no fim do texto, os sinais de que o anúncio seria falso se confirmaram. Afinal de contas, Cyborg disse que o confronto seria o primeiro com grades elétricas da história – o que obviamente não é permitido -, em alusão ao anúncio de ‘Superluta Elétrica’.

“Já é abril e com a notícia do dia 1º, os fãs brasileiros estão ansiosos com o anúncio da ‘SuperLuta’ entre Cris Cyborg vs Germaine de Randaime (…) Cyborg está ansiosa para participar da primeira luta com ‘cerca elétrica’. Como parte deste combate, o UFC testará uma nova tecnologia que impede que os lutadores coloquem os dedos na cerca da grade, fornecendo um choque elétrico nas pontas dos dedos cada vez que eles forem estendidos nos buracos da cerca, o choque é enviado através das luvas por um membro lateral do octógono da comissão atlética. Será a primeira luta que o UFC usará a tecnologia, razão pela qual a luta do UFC 237 entre Cyborg e ‘GDR’ está sendo chamada de “SuperLuta Elétrica”, ironiza o texto do site de Cyborg.

E a onda de pegadinhas não foi somente por parte dos atletas. John Kavanagh, treinador do Conor McGregor também entrou na brincadeira. Através de sua rede social, o técnico de MMA esboçou uma trilogia entre seu lutador irlandês e Nate Diaz. De acordo com John, o duelo seria disputado no UFC 239.

“Finalmente, vejo todos vocês no UFC 239! Trilogia”, escreveu o técnico. No entanto, o confronto não deve sair do papel. Afinal, Conor McGregor se aposentou do MMA recentemente e o card em questão já conta com duas disputa de cinturão confirmadas.