Desafeto acusa Conor McGregor de fugir de luta de boxe por vergonha

McGregor continua sendo protagonista das manchetes no MMA – Diego Ribas

A aposentadoria de Conor McGregor rendeu todo tipo de reação: das críticas de Khabib Nurmagomedov à descrença de Dana White. E um lutador repleto de desafetos como o irlandês não passaria incólume por provocações de antigos rivais, como Paulie Malignaggi. O ex-pugilista, que rompeu relações com ‘The Notorious’ na preparação para a luta de boxe contra Floyd Mayweather, em 2017, aproveitou o anúncio de que o ex-campeão do UFC pararia com o MMA e o desafiou para um duelo de boxe.

Malignaggi assinou contrato com o Bare Knuckle FC, evento de boxe sem luvas, e tem sido apontado como possível adversário de Artem Lobov, companheiro de treinos de Conor – que estreará na organização neste sábado (6) contra o também ex-UFC Jason Knight. Em entrevista ao programa ‘The MMA Hour’, Paulie comentou a possibilidade de um dia enfrentar McGregor, alegando que o irlandês não aceita o confronto por ter medo de perder.

“O único cara que não quer fazer Malignaggi-McGregor é McGregor. Ele e qualquer pessoa diretamente ligada a ele, porque eles sabem que o jogo acaba se a luta acontecer. O show, o jogo, a ostentação, tudo acaba. Porque, uma vez que eu surre você depois do passado que temos e de todas as mentiras que você contou, você acabou, você vira história. Ninguém vai querer lembrar de você novamente. Nem seu Proper Whiskey seria vendido mais”, alfinetou.

McGregor, entretanto, tem contrato vigente com o UFC – que costuma manter cláusulas que impedem a migração para outros eventos em caso de aposentadoria. Deixando de lado este fato, o ex-boxeador reiterou que Conor só não o enfrenta por saber que sua aura de grande estrela das lutas seria destruída.

“As pessoas não vão perdoar você pela derrota, não só pelo constrangimento dela, mas porque você mentiu para eles. Seus fãs vão perdoá-lo por perder se forem fãs de verdade. Mas não vão perdoá-lo por mentir para eles. (…) Então, não importa por quanto dinheiro for, Conor não pode lutar comigo”, falou.

A relação de Malignaggi e Conor se esgarçou por causa da divulgação de uma imagem do ex-boxeador na lona em uma sessão de sparring entre os dois. Na ocasião, Paulie deixou a equipe de McGregor e alegou que a queda havia sido resultado de um empurrão, não de um golpe. O vídeo completo do treino não foi divulgado, mas, semanas depois, o UFC revelou que um soco, de fato, havia derrubado o pugilista.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *