Demian Maia cogita fazer luta de despedida no UFC São Paulo

Apesar de não ter sido uma das lutas mais brilhantes do card do UFC Minneapolis, evento realizado no último sábado (29), a vitória de Demian Maia sobre Anthony Rocco Martin por decisão unanime garantiu a marca de 21 triunfos para o brasileiro no evento – segundo maior registro da história, atrás apenas de Donald Cerrone. Mas com apenas mais uma luta no contrato, o brasileiro de 41 anos deve dar adeus em breve para esta espécie de competição interna entre os atletas.

Durante entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Demian deu ombros para a possibilidade de se aposentar ainda este ano e pareceu não muito disposto a travar uma verdadeira batalha para renovar seu vínculo com o show, deixando assim a decisão para as mãos de Dana White, presidente do UFC. Mas, quem sabe, ainda não haja espaço para um pedido especial.

“Talvez a próxima seja a minha última. Espero fazê-la em novembro, em São Paulo”, declarou o atleta paulista, de olho em uma chance de pendurar as luvas em casa. “O Diego Sanchez está pedindo por essa luta. Seria bom, entre dois veteranos”.

Com dois triunfos seguidos no octógono, Demian apagou momentaneamente os três revezes seguidos que sofreu ao enfrentar os melhores do ranking da divisão dos meio-médios (77 kg). E agora, próximo de completar 42 anos,o atleta garante que ainda é capaz de medir forças com a nova geração do esporte, e esse fator o ajuda a se manter motivado nos treinos.

“Me sinto muito bem, me sinto bem nos treinos. É por isso que eu sigo firme, porque amo o que eu faço. Se eu começar a sentir meu corpo, eu vou parar. Mas eu também tenho outros projetos que eu quero fazer, e são as únicas coisas que me fazem pensar em parar”, finalizou.