De volta à Suécia, Gustafsson tenta ‘último gás’ na carreira para ainda sonhar com título do UFC

Alexander Gustafsson, aos 32 anos, tenta fazer as pazes com a vitória no UFC – Florian Sädler

Desde que Jon Jones se sagrou campeão dos meio-pesados (93 kg) do Ultimate, o atleta que chegou mais perto de destronar o americano foi Alexander Gustafsson – ainda em 2013. A disputa equilibrada entre os dois, inclusive, credenciou o lutador sueco a ter uma segunda chance contra ‘Bones’, no fim de 2018. No entanto, dessa vez, o enredo foi outro – domínio completo e vitória por nocaute do rei da categoria, resultado que afastou de vez ‘The Mauler’ do cinturão.

Seis meses depois do segundo confronto contra Jones, Alexander retorna aos octógonos em uma luta principal diante de seus torcedores em Estocolmo, capital da Suécia. A atmosfera acolhedora pode ser providencial para que o meio-pesado, atual número dois do ranking, reencontre sua melhor forma diante de Anthony Smith e renove suas esperanças para, quem sabe, ainda disputar o cinturão da categoria em uma terceira oportunidade.

A última vez que Gustasson entrou em ação em seu país, em 2017, traz boas lembranças para o lutador. Afinal de contas, foi naquele combate – vencido por nocaute contra Glover Teixeira – que o sueco conseguiu a credencial para enfrentar novamente Jon Jones. Portanto, a luta deste sábado (1º) contra ‘LionHeart’ pode ser uma espécie de recomeço rumo a uma terceira disputa de cinturão, independentemente de quem seja o campeão.

No entanto, em seu caminho está um atleta de elite. Smith foi o último desafio que Jones teve que superar para manter seu cinturão. Portanto, o duelo principal do UFC Estocolmo será um clássico de ex-desafiantes ao título dos meio-pesados, em que o vencedor ganha uma sobrevida em busca de uma nova chance no topo da divisão, enquanto que o perdedor se afasta de vez da lista de postulantes ao posto de campeão.

Além do confronto principal da noite, o card em Estocolmo contará com a participação de dois atletas brasileiros. Duda Neves estreia na companhia diante de Bea Malecki, enquanto ‘Leo’ Santos retorna aos octógonos contra Stevie Ray, após dois anos e meio parado.