Daniel Cormier desdenha de trilogia contra Jon Jones: “Não preciso dessa luta”

Cormier é o atual campeão dos pesados e ex-campeão meio-pesado – Diego Ribas/Ag Fight

Enquanto Daniel Cormier estiver na ativa, o nome de Jon Jones será citado nas entrevistas que conceder. Desta vez, ao site ‘MMA Fighting’, o campeão dos pesos-pesados do UFC comentou o fato de seu nome estar sempre envolvido nas especulações sobre um terceiro duelo contra o detentor do cinturão dos meio-pesados (93 kg). E ‘DC’ mostrou um certo desdém sobre a possibilidade de a trilogia ser fechada.

O lutador de 40 anos afirmou que ainda não sabe se terá interesse em lutar contra ‘Bones’, mas que vai conversar com o escritório que agencia sua carreira caso uma proposta do UFC surja. Ele não deixou de provocar o seu maior rival ao comparar as trajetórias dos dois.

“Sei que, com tudo o que conquistei, não preciso dessa luta. Vou ficar bem, mas vai ser algo que vamos avaliar, eu e minha equipe, meus empresários e tudo mais. E vamos ver se é algo que queremos fazer. No fim, a decisão será minha. As coisas estão diferentes. Acho que Jones está lutando tanto porque ele tem de tentar reconquistar a confiança dos fãs, mas também de reconquistar seu lugar no esporte. E eu já fiz isso. Meu lugar está seguro, sem interrogações, sem questionamentos sobre o que fiz”, disse.

Jones tem a carreira marcada por situações polêmicas fora do cage. Ele já foi pego no doping, fugiu sem prestar socorro ao se envolver em um acidente de trânsito e foi acusado de assédio sexual, entre outros fatos controversos. Mas, no MMA, segue imbatível, tendo como derrota no currículo apenas uma desclassificação em confronto contra Matt Hamill, em 2009. Contra Cormier, foram duas lutas e duas vitórias. Na última delas, porém, o resultado foi mudado para ‘no contest’ depois de ser encontrada uma substância proibida no sangue de ‘Bones’. Este caso ainda parece preocupar Daniel, que considera que um próximo combate possa ser manchado por outro acontecimento extraoctógono.

“Se você me perguntasse isso três anos atrás, depois de eu ter perdido para ele da primeira vez, eu ficaria empolgado com qualquer coisa sobre Jon Jones. Agora, estou em um momento diferente em minha vida. Talvez eu tenha perdido fé no esporte, porque sinto que, se lutarmos novamente, no fim, perdendo ou ganhando, algo extra estará sempre amarrado a isso. E não estou falando sobre interações passadas. Estou falando que, mesmo depois da próxima, algo vai acontecer e vai arruinar. Mesmo depois da nossa última luta, eu estava pronto para seguir. Tipo: ‘Ok, você me pegou, e olha o que aconteceu'”, destacou, antes de provocar o rival ao desdenhar de dois de seus adversários recentes: Anthony Smith e Thiago ‘Marreta’.

“Não estou enfrentando caras como Volkan Oezdemir mais. Sem desrespeito a Volkan ou Anthony Smith ou Thiago Santos. Estou lutando contra o melhor peso-pesado de todos os tempos. Acho que preciso ficar unicamente concentrado nisso agora”, finalizou.

Como profissional de MMA, Cormier tem 22 vitórias, uma derrota e um ‘no contest’, estes dois últimos resultados justamente em combates contra Jones. ‘DC’, que já foi campeão meio-pesado, conquistou o cinturão dos pesados em 2018, ao nocautear Stipe Miocic no primeiro round. Os dois se reencontram no UFC 241, no dia 17 de agosto.