Dana White renova contrato com UFC por mais sete anos

Dana é tão conhecido como muitas das principais estrelas do UFC – Diego Ribas

O presidente do UFC, Dana White, é a “cara” da organização desde 2001, quando a Zuffa comprou a liga de artes marciais mistas. E, mesmo que o Ultimate hoje tenha outros donos, ele continua sendo o seu principal dirigente – o que não deve mudar tão cedo, pois o cartola revelou na última segunda-feira (18) que renovou contrato por mais sete anos.

A Endeavor é a controladora do Ultimate desde julho de 2016, data em que comprou a maior organização de MMA do mundo por 4 bilhões de dólares – mais de R$ 13 bilhões em valores da época. E, depois de pouco mais de dois anos como funcionário da empresa, White declarou ao canal oficial do UFC que fechou um novo acordo com a companhia.

“Ari Emanuel (diretor da Endeavor) e eu acabamos de assinar um novo contrato de sete anos. Então, estaremos aqui por sete anos, a ESPN estará aqui por sete anos. Nem consigo contar quão animado eu estou para todas as coisas incríveis que vamos fazer”, declarou, referindo-se também à assinatura do novo vínculo do Ultimate com a ESPN, que agora passará a transmitir os eventos em pay-per-view da organização por meio de sua plataforma de streaming.

“Depois da venda, eu continuei. E tenho trabalhado duro nos últimos dois anos e meios para levar esta coisa ao próximo nível. É por isso que estou aqui. Não se trata de dinheiro ou de qualquer dessas coisas. Não me importo sobre nenhuma dessas coisas. Gosto de vencer, de levar as coisas a um patamar superior, e superior, e superior. Foi isso que sempre fizemos e o que vamos continuar a fazer”, completou.

Dana tem 49 anos e se tornou um ícone do MMA por sua atuação como promotor dentro do UFC. O dirigente foi um dos responsáveis pelo surgimento de Ronda Rousey e Conor McGregor como estrelas para além do octógono. Polêmico, White é tão conhecido por gerar amor e ódio que se tornou um dos personagens jogáveis no game oficial do Ultimate – seja para bater, seja para fazê-lo apanhar.