Dana White nega que tenha dificultado caminho de Ferguson até o cinturão

Dana White garantiu que a situação de Ferguson foi apenas azar do lutador – Diego Ribas

Não é dúvida para ninguém que Tony Ferguson é um dos melhores pesos-leves (70 kg) do MMA. No entanto, muitos fãs do esporte se perguntam por que ‘El Cucuy’ ainda não teve sua tão sonhada chance pelo cinturão linear do UFC, afinal de contas, o lutador vem de 12 vitórias consecutivas na categoria. Uma possível má relação com o presidente do Ultimate poderia ser uma explicação para o imbróglio. Mas, em uma ‘live’ em suas redes sociais, Dana White negou que tenha dificultado ou que dificulte o caminho do atleta da ‘Team Death Clutch’ até o título mundial.

Ferguson chegou a se tornar campeão interino da divisão ao superar Kevin Lee, em 2017. No entanto, quando iria unificar os cinturões diante de Khabib Nurmagomedov, o americano sofreu uma grave lesão no joelho que o afastou dos octógonos por um ano. E quando retornou ao Ultimate, Tony perdeu espaço pelo ‘title shot’ devido à rivalidade instaurada entre o russo e o falastrão irlandês Conor McGregor.

“Quando foi que eu disse que esse cara não merece algo? Se vocês analisarem a situação do Tony Ferguson, quantas vezes ele foi escalado para enfrentar o Khabib Nurmagomedov? Não deu certo. Ele era campeão interino, lesionou o joelho, teve que fazer cirurgia no ligamento cruzado. Ele estava fora. Oferecemos a ele a luta com o Poirier, para o vencedor encarar o Khabib em seguida, mas ele recusou. Depois voltou algumas semanas depois e estava pronto para lutar novamente. Todos estão agindo como se eu estivesse negando ao Tony uma chance pelo cinturão. O resumo é que ele teve azar e as coisas não aconteceram da forma que ele planejou”, desmentiu Dana, antes de adiar qualquer decisão sobre Tony para depois da luta entre Khabib e Dustin Poirier.

“Ele foi fenomenal na luta (com o Cerrone). Ele está em uma ótima situação física e mentalmente agora. Vamos ver como as coisas se desenrolam em setembro e decidiremos tudo a partir de lá”, completou o chefão do Ultimate, de acordo com o site ‘MMA Fighting’.

Portanto, Tony estará de olhos bem abertos na luta pelo cinturão que ocorrerá no dia 7 de setembro em Abu Dhabi. O confronto entre Poirier, campeão interino, e ‘The Eagle’, campeão linear, servirá como ‘main event’ do UFC 242.