Jon Jones é o atual campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC – Diego Ribas/PxImages

Em março deste ano, Jon Jones protagonizou mais um episódio polêmico fora do octógono. O campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC foi preso em flagrante dirigindo bêbado e com agravantes à infração. Embora tenha feito um acordo com a Justiça Americana, em que pagou uma multa e prometeu prestar serviços comunitários, existia uma expectativa sobre a possibilidade do lutador receber uma punição, ou até mesmo crítica, por parte do Ultimate. Mas ao que parece, nada será dito.

O presidente Dana White, em entrevista ao site ‘Combate.com’, admitiu que ainda não teve a oportunidade de conversar com ‘Bones’ após esse último caso de prisão. Porém, o mandatário da franquia ressaltou que confia no retorno do americano ao octógono para este ano, além de garantir que não tem intenção de retirar seu cinturão alegando quebra do código de conduta do atleta.

“Não nos falamos (desde a prisão), mas espero que ele lute ainda esse ano. Da minha parte não haverá nenhuma sanção”, afirmou o presidente do UFC, sem se prolongar mais no tema.

Em fevereiro deste ano, Jon Jones fez mais uma defesa de cinturão da categoria, quando derrotou Dominick Reyes por decisão unânime dos jurados. O americano ainda não tem previsão de quando voltará ao octógono novamente. Existe a expectativa que o rival do campeão seja Jan Blachowicz ou até mesmo que uma revanche com Reyes seja realizada.