‘Cro Cop’ relembra aposentadoria forçada por aneurisma cerebral: “Mundo desmoronou”

Mirko Filipovic anunciou, em fevereiro último, sua aposentadoria forçada depois de sofrer um aneurisma cerebral. Pouco menos de dois meses depois de encerrar a vitoriosa carreira como lutador de kickboxing e MMA, ‘Cro Cop’ atualizou os fãs de sua rotina entre remédios e treinos. Sim, treinos.

Em entrevista à emissora croata ‘Nova TV’, o ex-atleta do K-1, do Pride e do Rizin explicou como tem lidado com a obrigação de tomar medicamentos para prevenir um novo problema. E pelo fato de ainda estar se acostumando com a nova vida, o veterano evitou falar em planos para o futuro.

“Eu me sinto bem. Tomo esses remédios. Tomo quatro tipos de comprimidos diferentes todo dia, até 1º de junho. E meu treino foi reduzido. Estamos indo passo a passo. Quem sabe o que a vida nos trará amanhã? Sete semanas atrás, eu tinha um milhão de planos, e o mundo desmoronou de vez. Eu estava aqui, movi minha cabeça da esquerda para a direita, parei e caí inconsciente”, comentou, segundo tradução do site ‘Total Croatia News’.

Conforme declarou, Mirko segue treinando, mas de maneira mais leve. Além disso, acompanha e aconselha alguns lutadores, a exemplo de Satoshi Ishii e Ante Delija — ambos participantes do GP dos pesados do PFL, que tem o brasileiro Philipe Lins como campeão e premiará o vencedor com 1 milhão de dólares. A missão de apenas conduzir pupilos, ao que parece, não frustra ‘Cro Cop’.

“Tive uma grande, enorme, rica carreira. Não tenho nenhuma razão para me queixar. Você precisa encerrar em algum momento. Eu me sinto um pouco estranho agora: estou tomando consciência de que acabou. Minha vida é um pouco mais relaxada”, disse.

Apesar de ter completado 44 anos em setembro último, ‘Cro Cop’ vivia uma surpreendente boa fase na carreira. Derrotado pela última vez em 2013, o croata emendou dez vitórias consecutivas, em eventos como o UFC, o Rizin e, por fim, o Bellator. Mirko foi profissional de MMA por 18 anos.

1 comentárioDeixar comentário

  • Grande lenda!!!
    Um dos maiores de todos os tempos ao lado de Dan Severn, Fedor Emelianenko, Shogun e Wanderlei Silva!