Conor McGregor se declara inocente em acusação de quebrar celular de fã

Conor McGregor está em situação delicada com a Justiça Americana –  Diego Ribas

Conor McGregor não compareceu à audiência realizada nesta quarta-feira (10) em Miami, para tratar do processo relacionado ao ataque a um fã em março. Apesar disso, seus advogados afirmaram no tribunal que o irlandês se declara inocente. Além disso, a promotoria revelou um novo vídeo do episódio.

A presença de Conor não era obrigatória nesta fase da ação. Há uma nova audiência marcada para o dia 30 deste mês, e nela as duas partes – estado e réu, que no caso é McGregor – vão avaliar se há uma proposta de conciliação. Do contrário, o julgamento acontecerá no dia 13 de maio.

De acordo com a promotoria, os advogados de ‘The Notorious’ vão tentar uma espécie de condenação que não impeça o irlandês de ir aos Estados Unidos. O objetivo, evidentemente, é não gerar empecilhos para a carreira de Conor.

“Uma condenação por esse crime se caracteriza como qualificada. Entrar nos Estados Unidos continua sendo um privilégio, e não um direito. Assim, se houver uma condenação, isso permitirá que as autoridades da imigração americana o proíbam de entrar nos Estados Unidos como visitante ou com visto de trabalho”, declarou o promotor David S. Weinstein ao jornal ‘USA Today’.

McGregor também está às voltas com outro problema judicial. Segundo o jornal ‘The New York Times’, há um processo de assédio sexual contra o ex-campeão peso-pena (66 kg) e peso-leve (70 kg) do UFC correndo na Irlanda. ‘The Notorious’ ainda não tem futuro decidido no octógono, já que recentemente anunciou a aposentadoria, mas deu a entender que voltará a lutar MMA.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *