‘Cigano’ analisa chance de Jones enfrentar Cormier nos pesados

Júnior ‘Cigano’ é ex-campeão dos pesos-pesados do UFC – Felipe Paranhos

Junior ‘Cigano’ não esconde de ninguém que discorda da possibilidade de Brock Lesnar disputar o título do UFC após quase três anos de inatividade. Para o brasileiro, o correto seria Daniel Cormier colocar o cinturão dos pesos-pesados em jogo contra os atletas bem ranqueados à categoria. E, caso isso não aconteça, o catarinense prevê que até mesmo um terceiro duelo de ‘DC’ contra Jon Jones faria mais sentido do que o campeão enfrentar o astro do telecatch.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’ após o evento do último sábado (9), em Wichita (EUA), ‘Cigano’, que é o atual terceiro colocado no ranking dos pesados, sugeriu que Cormier enfrente a ele ou aos atletas imediatamente acima dele na lista. Isso porque, apesar de Lesnar geralmente atrair grande interesse do público, ele está sem atuar pelo Ultimate desde julho de 2016, quando teve a vitória sobre Mark Hunt alterada para ‘no contest’ após ser flagrado em exame antidoping. E, nesse contexto, de acordo com o brasileiro, não faria sentido Brock disputar o cinturão neste momento.

“A luta certa a se fazer na divisão dos pesos-pesados ​​é (Cormier contra) Stipe (Miocic), (Francis) Ngannou ou até mesmo eu. Eu não sei. Eu ouvi algo sobre Jon Jones chegando ao peso-pesado e lutando contra ele. Isso faria mais sentido do que Brock Lesnar lutando. Mas vamos entender se ele tem que lutar com Brock Lesnar para ganhar dinheiro, ou o que for. É sempre interessante ver Brock Lesnar lutando e sendo derrotado. Eu não sei”, contou ‘Cigano’.

Cormier e Jones realizaram duas lutas na época em que ‘DC’ ainda era da categoria dos meio-pesados (93 kg). Na primeira delas, em 2015, ‘Bones’ venceu por decisão unânime e manchou o cartel até então invicto do atual campeão dos pesados. Depois disso, eles voltaram a se enfrentar em 2017, e, apesar de Jon também ter triunfado, ele falhou em exame antidoping e o resultado do duelo foi revertido para ‘no contest’.

Aos 35 anos, ‘Cigano’ nocauteou Derrick Lewis no evento do último final de semana e chegou à terceira vitória consecutiva no UFC, algo que ele não conseguia desde as temporadas de 2011 e 2012, quando conquistou e defendeu com sucesso o cinturão dos pesos-pesados. Agora em busca da possibilidade de reaver o título, o brasileiro soma, até o momento, 21 triunfos e cinco derrotas como atleta profissional de MMA.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *